sábado, 21 de agosto de 2021

Cristãos podem ser punidos conforme Talibã anuncia implementação da sharia no Afeganistão



Segundo Portas Abertas, o país é o 2º na Classificação a Perseguição Religiosa 2021


À medida que o Talibã se instala no poder no Afeganistão e restabelece a sharia — conjunto de leis islâmicas —, a pequena população de cristãos no país teme o pior.  Desde o governo na década de 1990, o Talibã é conhecido por ter uma interpretação extremista da sharia, que inclui a imposição de regras opressivas para mulheres e punições violentas aos infiéis, inclusive cristãos que deixaram a fé muçulmana para seguir a Cristo. 

Segundo Samuel*, parceiro da Portas Abertas na Ásia, Estes são tempos incertos para os cristãos no Afeganistão. É perigoso e não sabemos o que os próximos meses trarão, que tipo de implementação da sharia veremos, mas continuamos pedindo para intercederem por nossos irmãos e irmãs. Eles estão enfrentando adversidades insuperáveis e devemos orar sem cessar.

Perdemos o contato com muitos cristãos e cristãs depois que o Talibã assumiu o poder e isso nos preocupa. Alguns cristãos são conhecidos nas comunidades e as pessoas sabem que eles se converteram do islã ao cristianismo. Eles são considerados apóstatas e a pena para isso é a morte. O Talibã é famoso por executar essa punição, disse o cristão local Hamid* durante uma entrevista ao portal americano de notícias CBN News (Christian Broadcasting Network).

Desde que o Talibã assumiu o controle total do Afeganistão no último domingo, o caos tomou conta do país. Imagens de moradores correndo para embarcar em aeronaves americanas inundaram as redes sociais, enquanto nas ruas e nos mercados membros do grupo caminhavam portando armas para manter a paz.

*Nomes alterados por segurança

 

Da Redação do CPAD News / Com informações Portas Abertas (20.08.21)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...