segunda-feira, 4 de junho de 2012

Religião & TV - Governo prepara decreto para vetar igrejas na TV


A Folha de São Paulo publicou hoje - 03.06.12 - que a Presidente vai enviar uma matéria ao Congresso cujo objetivo é tapar as brechas da Lei 9472/97 que permitem o aluguel de espaço de horários nas TVs.


O governo está elaborado um decreto que vai regulamentar o uso da radiofusão de modo a acabar com o mercado paralelo nesse setor de serviço de concessão pública. Na prática, o novo marco regulatório impedirá que as emissoras de TV e rádio aluguem horário para as denominações religiosas.

O uso das TVs para esse tipo de finalidade proporcionou nos últimos anos o crescimento de igrejas neopentecostais como a Mundial, de Valdemiro Santiago, e a Graças de Deus, de R.R. Soares.


E algumas emissoras vêm tendo bom faturamento sem que precisem investir na programação e disputar a audiência. Só a Bandeirantes, que vendeu seu horário nobre para Soares, deverá faturar R$ 280 milhões nos próximos 12 meses.


Das emissoras de sinal aberto com cobertura nacional, apenas duas — Globo e SBT — não lucram com programas religiosos. Pela atual legislação, as emissoras podem repassar a terceiros no máximo 25% de sua programação, o que nem sempre é respeitado e a fiscalização não funciona.


Antes de ser aprovado, o decreto será posto em discussão pública, informou Julio Wiziack, repórter da Folha de S.Paulo que teve acesso a uma minuta da regulamentação.


As emissoras não quiseram comentar a proposta da nova regulamentação. Quanto aos líderes religiosos, a expectativa é de que eles, principalmente os evangélicos, pressionem fortemente o governo neste ano de eleições para que o decreto não seja levado adiante.


A proposta do marco regulatório prevê, também, a comercialização pelas emissoras de serviços de transmissão de dados, impulsionando a TV digital e a oferta de sinais de internet.


Com informação da Folha de S.Paulo.


4 comentários:

Pr. Elcio Brandao disse...

A PAZ DO SENHOR!!!PR. CARLOS ROBERTO.

POIS BEM, VEMOS NESTA REPORTAGEM, COMO NOSSO ADVERSÁRIO SUTILMENTE QUER CALAR A IGREJA, ISTO PROVA CADA VEZ MAIS, QUE TEMOS QUE ELEGER MAIS REPRESENTANTES NOSSOS, EM TODAS AS ESFERAS, TANTO NA MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL, POIS ESTA TRAMINTANDO MUITAS LEIS QUE QUEREM PARAR A IGREJA. OREMOS E VIGEMOS POIS O NOSSO INIMIGO ESTA AO DERREDOR EM BUSCA DE QUEM POSSA TRAGAR. UM FORTE ABRAÇO!!!
PR. ELCIO BRANDÃO

Joao Cruzue disse...

Oi Pastor Carlos,

A paz de Cristo.

Precisamos estar mesmo de olho. O Secretário Gilberto Carvalho não estava brincando quando disse no Forum Social em Porto Alegre, que o PT iria competir com a Igreja Evangélica na disputa pela Classe "C".

Vim ver o seu texto, e também convidar para dar uma lidinha no que andei escrevendo ontem.

Daladier Lima disse...

Prezado Pr. Carlos,

Permita-me fazer algumas colocações:
1) Nossa programação televisiva é irrelevante e previsível. Exceto, por alguns dias de Silas Malafaia...
2) Dilma não traiu ninguém, errados os que nela confiaram;
3) Não seria a hora de cobrar concessões de TV para as igrejas? O problema é organizar um grupo para manter as emissoras. Brigamos muito e quase não vai sobrar espaço para os pequenos;
4) A audiência da internet cresce. Em breves dias se igualará à TV;
5) O controle social da mídia está a pleno vapor.

Daladier Lima

Laudinei- NEI disse...

Religiosos com dinheiro tem direito de comprar seu horário de TV como qualquer empresa que vende sabão por exemplo.
MAs sabe de uma coisa? Para o reino de Deus esta proibição seria até boa.
99 % do que se chama de programas evangélicos na TV são puro lixo. E evitar que os irmãos e amigos consumam este lixo seria bom.
Imagino o que os magnatas da fé fariam para ganhar dinheiro e construir seus impérios religiosos sem a ajuda da TV.
Mas os defensores podem ficar tranquilos, esta lei não passa não.
Tem muito dinheiro e votos envolvidos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...