sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

CGADB - Pr. Samuel Câmara é mantido desligado pelo Judiciário do Amazonas


Em 13 de fevereiro de 2014, O MM. Juiz da 5ª Vara Cível de Manaus, ao examinar o recurso de apelação interposto pela CGADB, contra a decisão que determinou a reintegração do pastor Samuel Câmara, conferiu ao referido recurso o efeito SUSPENSIVO, remetendo-o a segunda instância, o que na prática significa a manutenção do desligamento até decisão do TJ/AM.

Meu comentario:

A decisão define este momento, mas não se trata ainda de uma decisão definitiva, a qual está sujeita a outras decisões em instâncias superiores. Oremos para que essa demanda judicial acabe e se instale momento de paz na instituição.



3 comentários:

Anônimo disse...

Sinceramente ninguém mais aguenta esta briga entre o presidente da CGADB e o pr.de Belém. Mas pq o presidente da CGADB quer tanto desligar esse pastor? Só pq ele é sempre candidato ao mesmo cargo?

No meu ponto de vista mortal, seja qualq for o resultado final, o estrago tá feito na Biograafia do presidente da CGADB.

Daqui alguns anos ele vai ser taxado pela história como o perseguidor e como ditador que não suportou que ninguém se candidatasse ao mesmo cargo que ele.

Anônimo disse...

Pr. Carlos


Por favor nos dê mais explicações sobre esse caso...


Por exemplo, a última notícia que tinha lido aqui é que o pr. Samuel tinha ganho no mérito no juízo de 1º grau.E o caso ia para 2º grau.

Essa vitória que o senhor se refere ai em cima é de 2º grau é isso?


Quais são os trâmites agora? Pergunto isso pq sabems que enquanto houver recursos os 2 vão apelar, pois só querem é poder não é? Um quer entrar e o outro não quer sir de jeito nenhum.


Anastácio Soares.

Anônimo disse...

Enquanto isso pr. José Welligton pega pesado no Belenzinho contra o uso de calça comprida, maquiagem pelas mulheres. Chega a colocar esses costumes no mesmo patamar das doutrinas bíblicas fundamentais e ainda atca as Igrejas históricas que não tem tais costumes, chamando-as de samaritanas.


Dizer o que depois de ouvir uma barbaridade dessas? chega a ser bizarro!



Mateus Olegário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...