sábado, 28 de fevereiro de 2015

Eu creio que Deus transforma o homem - Lições Bíblicas Jovens - EBD/ CPAD - Lição 9 - Subsídio Teológico


INTRODUÇÃO
I – A NECESSIDADE DE UMA TRANSFORMAÇÃO (Gn 1.26; 3; Rm 3.23)
II – O PODER TRANSFORMADOR DE JESUS (Lc 19.1-10)
III – A ATUAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO NA TRANSFORMAÇÃO DO HOMEM (Jo 3.3; 2 Co 5.17)
CONCLUSÃO
COMO DEUS TRANSFORMA O HOMEM
ROMANOS 1.16

Na lição desta semana, estudaremos concernente à ação graciosa de Deus que transforma o ser humano. Muitos questionam de que forma isso seria possível. A resposta está no evangelho que é “o poder de Deus para salvação do homem que necessita da ação do Espírito Santo para ser uma nova criatura” (Rm 1.16; 2 Co 5.17,18). Antes de qualquer coisa, é necessário compreender que a humanidade carece de redenção. A natureza decaída do homem precisa ser redimida do pecado original, a fim de que se torne uma nova criatura, gerada pela palavra da verdade (Cf. Tg 1.18).
Desse modo, somente o conhecimento do amor de Deus é que pode levar o homem ao novo nascimento (Jo 3.3). Além do que, é a fé no sacrifício de Jesus Cristo, o Filho de Deus que derramou o seu sangue na cruz do calvário, que dá ao homem o direito de experimentar a graça transformadora do Espírito de Deus em sua vida. Portanto, amado professor, explique aos seus alunos que mediante o conhecimento de Cristo e a fé em seu ato redentor sobre a cruz, é possível experimentar o poder de Deus que transforma o homem em uma nova criatura. Enfatize que, devemos praticar o amor de Deus, pelo qual, somos aperfeiçoados em nossa caminhada cristã, pois isso nos levará à santificação. Tenha uma boa aula!

1. O evangelho é o poder de Deus para transformação do homem
A natureza humana encontra-se decaída, devido ao pecado original cometido por Adão e Eva. Por conta disso, o homem necessita da ação do Espírito Santo para torná-lo uma nova criatura e, assim, retornar a plena comunhão com o Criador. Todavia, para que isso fosse possível, era necessário que a culpa do pecado fosse removida do homem.
Nessa ocasião, a graça de Deus se manifestou por meio do evangelho, anunciando a remissão dos pecados mediante a fé no sacrifício de Cristo na cruz, ou seja, Cristo assumiu perante Deus a culpa dos pecados como o Cordeiro santo que tira o pecado do mundo, e torna o pecador sem culpa e justificado pela fé diante de Deus (Rm 4.4,5; 5.1). Assim sendo, o evangelho tem o poder de transformar a velha natureza humana em uma nova criatura, apta pra estar em comunhão com Deus.

No Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento, Laurence O. Richards comenta: “O termo grego para a palavra poder é dunamis. Ele não é, como alguns acreditam, uma força explosiva (dinamite) de Deus, mas uma inextinguível energia que permite que Ele faça uma transformação interior nos seres humanos.
O conceito subjacente da ‘salvação’ mantém nossa atenção focalizada em nosso interior. No Antigo Testamento, a ‘salvação’ era a libertação dos inimigos estrangeiros; mas no Novo Testamento ela representa principalmente a libertação do poder corruptor do pecado, e o temor de suas eternas consequências. Paulo talvez esteja esperando aqui que seus leitores também pensem no uso cotidiano dessa palavra no primeiro século, onde soteria significava ‘saúde, segurança, preservação’. O evangelho é o poder de Deus — poder que é transmitido a todos os que creem, para nos livrar das trágicas consequências de nosso pecado, e nos tornar espiritualmente sadios para sempre” (CPAD, 2007, p.290).
Assim, Deus se revela ao homem por meio da mensagem do evangelho, a “Palavra da Salvação”, a fim de transformar o coração humano e renová-lo à comunhão com o Criador.

2. O conhecimento do amor de Deus leva o homem ao novo nascimento
Em vista disso, muitos não compreendem como ocorre, ou mesmo não vivenciam a verdadeira transformação interior. Na verdade, essa mudança que chamamos de conversão, não pode ser compreendida do ponto de vista natural, mas é fruto da ação do Espírito Santo em convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo (Cf. Jo 16.7-11).
Nesse caso, o conhecimento da Palavra de Deus tem o poder de gerar na mente humana uma nova forma de pensar, e também uma mudança de comportamento. Isso se dá, a partir da compreensão do amor de Deus que, segundo o apóstolo João, se faz presente na vida daqueles que nasceram de novo: “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. Nisto está o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados” (1 Jo 4.7-10).
Portanto, somente por meio da fé no sacrifico vicário de Cristo na cruz do calvário, é possível ao homem experimentar da graça transformadora do Espírito de Deus em sua vida.

Considerações finais
Finalmente, podemos concluir que somente a ação do Espírito de Deus em nossas vidas, pode nos transformar em novas criaturas. E isso, o Senhor Deus realiza não porque merecemos, mas sim, por seu grandioso amor que tem para conosco.
Visto que Deus não permitiu que a principal obra da sua criação continuasse perdida e sem direção. Para restaurar o homem, Deus enviou o seu Filho amado a este mundo, a fim de se entregar a morrer na cruz do Calvário “para que todo aquele que nEle crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Cf. Jo 3.16). Dessa forma, a regeneração no interior do homem tornou-se possível, pois a Palavra da verdade produz a transformação de que o ser humano precisa para ser uma nova criatura.
Portanto, que possamos compreender que somos transformados pelo amor de Deus que Ele nos dá a conhecer, para que da mesma maneira também possamos amar ao nosso semelhante. “Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros” (1 Jo 4.10).

Por Thiago Santos
Educação Cristã.
Publicações. CPAD.

Fonte: Lições Bíblicas

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...