quarta-feira, 4 de março de 2015

Impeachment: pastor Silas Malafaia convoca evangélicos para manifestação contra Dilma


Impeachment: pastor Silas Malafaia convoca evangélicos para manifestação contra Dilma - Você concorda?

O pastor Silas Malafaia convocou seus seguidores nas redes sociais para se juntarem às manifestações populares do próximo dia 15 de março, quando espera-se que milhões de pessoas, em diversas cidades do país, saiam às ruas para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Malafaia é conhecido por sua oposição ferrenha e aberta à administração Dilma, e nas últimas eleições, apoiou candidatos de oposição nos dois turnos.

"Um governo que engana o povo nas eleições, [faz um] aumento absurdo da conta de luz e da carga tributária para empresas, só podemos dizer: FORA DILMA! Nunca na história desse país [houve] um governo cínico que não assume seus erros e tanta roubalheira. Dia 15 de março manifestação fora DILMA, apoio”, escreveu o pastor.

Para o pastor, um dos principais motivos para cobrar a presidente é a diferença entre o discurso apresentado durante a campanha eleitoral e as medidas adotadas durante o início de mandato.

"Apenas 2 meses de governo e todas as mentiras da campanha caíram por terra. VERGONHA! Afronta ao povo brasileiro!”, criticou Malafaia.

A omissão do governo brasileiro em relação ao terrorismo praticado pelo Estado Islâmico também foi abordada pelo líder evangélico: “Milhares e milhares de cristãos sendo massacrados esse governo de esquerdopatas não se manifesta. Se fosse um homossexual [sendo perseguido], já tinham falado”, disparou o pastor, utilizando a retórica da simpatia do Partido dos Trabalhadores pela militância homossexual.


Impopular

A presidente Dilma enfrenta uma das maiores desaprovações de um chefe de Estado em início de mandato. Pesquisas realizadas no começo deste ano mostram que ela não seria reeleita se as eleições acontecessem entre o final de 2014 e o início de 2015, época em que ela anunciou as medidas econômicas que limitaram benefícios dos trabalhadores, como o seguro-desemprego, e cortaram o aumento do valor do programa social Bolsa-Família.

Fonte: Texto de Thiago Chagas no Gospelmais




Meu comentário:

O Pr. Silas Malafaia tem prestado um trabalho excelente de comunicação da Palavra de Deus entre os evangélicos desta nação, ao mesmo tempo em que distoa quanto alguns aspectos dos pentecostalismo clássico e histórico que é a sua origem, ao flertar e se tornar um divulgador e incentivador de ideologias neopentecostais, mas isso é o meu pensamento em particular, e nem por isso desqualifico ou denigro seu trabalho como um todo.

Agora, tenho também que fazer justiça, parabenizando sua voz profética em apontar os erros cometidos pela nação e seus respectivos governos, utilizando-se para tanto da televisão, que é a ferramenta que dispõe, bem como sua grande influência. Creio que tem prestado um serviço relevante para a nação, como voz do povo de Deus, senão de direito, mas o sendo de fato.

No entanto, entendo que exagera na dose, quando tem uma postura como essa, de fomentar, incentivar e vir a público colocar o povo contra uma autoridade governamental recém eleita, e isso de forma democrática.

Essa fase já passou. O povo foi alertado de todas essas questões durante a campanha eleitoral, e mesmo assim arriscou para ver, agora o pagamento da fatura é inevitável. A chance de mudança só daqui a quatro anos.

Por outro lado, entendo que a orientação bíblica que nos leva a orar pelas autoridades constituídas, nesse caso fica relegada, substituída por um movimento que não é caraterístico do povo evangélico, pelo menos não é nossa cultura.

Meu comentário não deve ser lido como apoio político ao governo de plantão, mas como uma crítica ao "modus operandis" de um líder espiritual, que entendo estar agindo muito mais como um ativista político.

Se não tivermos cuidado, perderemos nossa condição profética, fazendo com que a mesma seja confundida com ativismo político.

Penso que a Igreja do Senhor, neste momento deve se mobilizar em intercessão pela nação. Estamos pagando o preço da nossa escolha, senão da totalidade, pela maioria, o que é democrático. Na próxima eleição, a palavra estará com o eleitor através do voto, e assim vamos em frente.

Sou mais adepto do pensamento do pr. Claudionor de Andrade, que em sua coluna no CPADNews, diz:

"Orar? Sim, orar é preciso; protestar nem sempre é preciso. Afinal, a oração de um único justo muito pode em seus efeitos."

Que Deus tenha misericórdia da Presidenta Dilma e do Brasil.

Pr. Carlos Roberto Silva - Cubatão - SP

15 comentários:

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Carlos Roberto,

Paz amado!

Penso a maior convocação que deve ser realizada no Brasil será quando as igrejas fecharem suas portas e pedirem a Deus perdão por tantas heresias.

Há a necessidade urgente da evangelização dos crentes.

O Brasil geme diante de tantas falcatruas no governo e nas instituições religiosas que tentam ocupar um reinado humano sem a devida orientação de Deus.

A vergonha se espalha a cada centímetro do solo brasileiro.

A sensação de impunidade é o contraste exato à JUSTIÇA que deveria zelar pela sociedade.

É muito triste residir no exterior e ver o desprezo realizado pelo próprio brasileiro ao país que a cada dia entra em lamentações e escárnio diante das nações.

O brasileiro caminha no engano plantado pelos governantes que não possuem a moral e a qualificação mínima diante da família.

Creio que há a necessidade dos crentes na sua maioria se converterem dos seus maus caminhos para que o SEnhor tome à frente e o comando entregue aos homens em sua própria maldade.

O Brasil precisa não de novas igrejas, mas de novos crentes. Crentes dispostos a renúncia total as enfermidades heréticas.

O Senhor seja contigo, nobre pastor,

O menor dos teus irmãos

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Paz do Senhor pastor. O que realmente me incomoda é que nas eleições passadas, muitos de nós evangélicos apoiaram a presidenta. Vi discussões ferrenhas dividindo irmãos. Vi também candidatos evangélicos concorrendo pelo PT. Não me venham falar em promover campanhas de "Vem Pra Rua" ou "Fora Dilma" simplesmente por termos perdido a oportunidade real que tivemos, meses atrás, nas eleições. Desculpe, mas agora é enfrentar a situação que nós mesmos criamos. Deus nos abençoe.

JCavalheiro disse...

Perfeito!!! Pastor Carlos Roberto!

Já temos agitação suficiente. Sou favorável aos protestos por que esse é um direito democrático-constitucional mas, como cristãos, embora possamos protestar também, o nosso dever maior é orar pelo nosso país e peklas autoridades constituídas. Não devemos promover agitação, até por que não sabemos que direções esse movimento poderá tomar quando fugir do controle de seus organizadores. Poderemos então ficar com nossas consciências acusando quando partindo desse movimento começarmos a ver acontecerem coisas que não aprovamos e que não gostariámos que acontececem. Portanto, se protestarmos também, que o façamos de forma ordeira, como convém o nosso bom testemunho de cristão.
Tem o meu apoio.....Abraços!

FRANCISCO FELIX SOBRINHO SOBRINHO disse...

Caro pastor Silas,

Tenho me posicionado através das redes sociais, que está na hora de o povo brasileiro ganhar as ruas desse país para pedir o IMPEACHMENT da presidenta Dilma, haja vista as mentiras que ela proferiu durante a campanha e, principalmente pelo mau comportamento que ela vem demonstrando no tocante as investigações da corrupção na Petrobras. Aliás, tudo indica que essa corrupção vai desaguar no governo desvairado do PT. Por isso, FORA DILMA!!!

Mauro Silva disse...

Oportunista já manjado, ele relativiza Romanos 13 quando é conveniente, quero ver relativizar Romanos 1.

Via Facebook

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Bom comentário Sergio Giardina e Mauro Silva .
Via Facebook

José Roberto Melo, Pr. disse...

Não sei por que alguns pastores se acham no direito de induzir a Igreja a suas intenções, ou seja, o nosso papel como cidadãos da terra é andar de acordo os conceitos de Cristo. Ou melhor, somos instados a Paz e a Reconciliação, mas nunca se envolver em questões que não nos pertence. Embora devêssemos entender que, a Igreja não pode ser apolítica, pois participamos sim da vida pública, mas não é razoável irmos as ruas para nos envolver em tumultos.

Wilson Nalva disse...

Verdade isto não é pra nós, entrar em manifestações, já pensou os jornais publicando nas primeiras pg. Lideres Evangélicos são presos por estarem incitando a baderna, se a DILMA foi eleita pelo voto popular, não sabemos se foi a vontade de DEUS, mais uma coisa sabemos que foi do povo que a elegeu. DEUS respeita a vontade do ser humano, respeito muito o PASTOR SILAS mais essa situação não é para uma pessoa renomada esta convocando os seus fieis para tal.
Aqui fica o meu repudio.
Via Facebook

Andréa Aragão disse...

Qta ignorância igreja, somos cidadão do céu e dessa terra tbm!E se algo não está certo temos o direito de protestar e fazer acontecer e não só ficar na veia de quem tem coragem de sair as ruas por um Brasil melhor!

Via Facebook

José Santos disse...

Não me lembro de ter visto oSilas, em nenhum de seus programas, convocar o povo para protestar contra o pecado, ou suas riquezas. Me poupe, ou melhor, nos poupe Silas.
Via Facebook

Wilson Nalva disse...

Samos sim cidadão dos céus , mais também somos peregrino nesta terra, tudo que esta acontecendo é comprimento da Palavra de DEUS ninguém é ignorante é são as opiniões.
Via Facebook

Wanildo Valentim disse...

AINDA BEM QUE TEMOS NÃO SÓ O PASTOR MALAFAIA, MAS SOMOS UM POVO QUE NÃO DEVEMOS CONCORDAR COM A CORRUPÇÃO MANDANDO E DESMANDANDO NA NOSSA NAÇÃO, TEMOS QUE LUTAR CONTRA, E DEUS NOS DARÁ A VITÓRIA., COMO PODEMOS DIZER. QUE FELIZ É A NAÇÃO QUE TEME A DEUS? SE CONCORDARMOS COM OS CORRUPTOS QUE ESTÃO NO PODER?
Via Facebook

Beth Souza disse...

Houve muita violência e vandalismo nos últimos protestos do ano de 2014 contra ela.Hoje,nós enfrentamos um descontentamento da população em geral,então se todos acharem que tem razão e que devem colocar isso em publico com protestos como este,teremos uma confusão em grandes proporções no Brasil.Deus nos guarde...e não devemos esquecer que ele (Silas) está usando o nome dos cristãos para fazer este protesto.Não é apenas o nome dele.Existem outras formas de ser ouvido,por exemplo:porque ele não faz uma campanha p/ todos entrarem em oração pelo nosso Brasil antes de ter uma atitude radical como essas?E talvez orar pelo nosso País ainda é a melhor opção neste momento delicado que vivemos.
Via Facebook

Quéren Apuque disse...

Acredito que como evangélica, nao significa que eu tenha que ser omissa em questões que envolve a política. Pois a bíblia nos deixa bem clara que devemos tbm seguir as leis da terra. Isso mostra que nao devemos achar que nao devemos fazer nada.
Acredito que por sermos muitas vezes omisso, acabamos levando má fama em nosso país aonde o evangélho é mal visto por muitas pessoas, diferente do que acontece nos EUA aonde as igrejas tem um forte poder politicos em suas comunidades dando assim um imenso orgulhos aos norte americanos.
Sinto pena em ver que o evangelho no Brasil ainda é atrasado, onde muitos acreditam que só porque servimos a Deus nao podemos nos envolver de forma ética e coerente na política.
Via Facebook

Anônimo disse...

acredito que ao inves dele fazer criticas a dilma, se ele quiser ele que va para manifestaçao sozinho. cada um tem uma opiniao ele nao tem o direito de querer mudar a cabeça de ninguem,olhe o brasil hoje e pense nele a doze anos atras, pobre nao podia andar de aviao nao viajava ao exterior pobre hoje tem dois carros na garagem,sou dilma sim ela e o pt e a favor do povo. psdb so faz pelos ricos todos tem defeitos mais as vezes a qualidade supera os defeitos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...