quarta-feira, 3 de junho de 2015

Número de novos sacerdotes e batizados diminui na Igreja Católica



O número de sacerdotes católicos tem sofrido um grande declínio ao longo dos anos, de acordo com uma pesquisa desenvolvida pelo instituto americano Center for Applied Research in the Apostate (CARA), da Universidade de Georgetown, em Washington.

Hoje existem cerca de 1,2 bilhão de católicos do mundo, mais do que os 7,83 milhões que existiam em 1980. No entanto, esse crescimento não é uniformemente distribuído. O maior aumento de católicos acontece na África, que sofreu um crescimento de até 238% desde 1980, em comparação com apenas 6% de crescimento na Europa.

Na Ásia, a Igreja cresceu 115% e nas Américas do Norte e Sul houve o pequeno aumento de 56% durante o mesmo período.

A disparidade do aumento de católicos na África e Ásia se explica, em grande parte, devido ao crescimento da população, e não como resultado de taxas de conversão através do evangelismo. Com a previsão de declínio nas taxas de natalidade nas próximas décadas, o crescimento contínuo da Igreja Católica não é garantido.

Com a proporção da população global, a comunidade católica se manteve relativamente estável em cerca de 17,5% nos últimos 50 anos. Mesmo com um crescimento considerável, os católicos ainda representam apenas 3,2% da população na Ásia e 18,6% na África. Nas Américas, a religião faz parte de 60% da população, e 40% do povo europeu.

CARA projeta que o número de católicos irá continuar crescendo, mas não como nos últimos 35 anos. Eles estimam que a população católica vai aumentar mais 372 milhões em 2050, ou seja, 29%.

Declínio de sacerdotes

Enquanto os seguidores aumentam, no geral, há um declínio de 17% no número de sacerdotes. No total, em 2012, havia 393.053 sacerdotes para o mundo de 1,2 bilhão de católicos.

Sacerdotes e paróquias são desigualmente distribuídos pelo mundo. A Europa tem apenas 23% da população católica mundial, mas tem mais paróquias do que a somatória do resto do mundo, embora o número de paróquias na Europa tenha diminuído em 12%. A frequência regular à igreja é maior na África, com cerca de 70% dos católicos que vão à missa semanalmente, em comparação com 20% na Europa.

O número de católicos que recebem os sacramentos também diminuiu, especialmente na Europa e América do Norte. O número de casamentos na Igreja da Europa diminuiu de 1,5 milhões em 1980 para cerca de 650 mil em 2012, e o número de batismos infantis também diminuiu em 1,5 milhão.

A pesquisa indica que toda a Igreja Católica, inclusive a do Brasil, "enfrenta um problema do século 21 de manter católicos comprometidos com a vida paroquial e sacramental".

Fonte: CPADNews

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...