domingo, 23 de agosto de 2015

Rabino traduz Novo Testamento do hebraico diretamente para o português: "Existem erros na tradução grega"


Mário Moreno - A fim de apresentar uma tradução fiel às Escrituras originais, o Rabino Mário Moreno lançou no 4° Salão Gospel a Bíblia "Brit Hadasha - Restauração da Aliança", que foi traduzida do hebraico diretamente para o português.


Ao contrário daquilo que tem sido passado na cultura eclesiástica cristã, o Novo Testamento da Bíblia que usamos em nossas casas e igrejas não foi escrito originalmente em grego, mas sim em hebraico. A fim de apresentar uma tradução fiel às Escrituras originais, o Rabino Mário Moreno lançou no 4° Salão Gospel a Bíblia "Brit Hadasha - Restauração da Aliança", que foi traduzida do hebraico diretamente para o português.
"Ele foi escrito em hebraico, e a partir do Hebraico, o grego na verdade é a primeira tradução", esclareceu o rabino judeu messiânico em entrevista exclusiva ao Guiame durante a feira.
Ele ainda explica que o nome correto a ser usado não é Novo Testamento, mas sim Restauração da Aliança. "É como se fosse um casamento. Quando uma mulher se casa com um homem e eles têm uma briga, eles não jogam um ao outro fora e buscam outro parceiro. Eles restauram o casamento deles para que a relação possa continuar", ilustra o Rabino.
"A mesma coisa aconteceu com o Eterno (Deus). Ele não jogou Israel fora, Ele fez uma restauração da aliança através da vinda de Yeshua Hamashia (Jesus Cristo)", continua.
Na Bíblia traduzida "Brit Hadasha" existem mais de dez mil notas de rodapé com o significado das palavras em hebraico, para que as pessoas possam entender o Novo Testamento com uma conotação judaica e bíblica.
Outro ponto interessante é a ausência de nomeação dos capítulos e subtítulos, como na "Bíblia grega" é apresentada. "Quando fizemos a tradução, buscamos obedecer uma ordem mais judaica", explica o rabino, apontando que a Torá contém apenas a numeração dos capítulos.

Tradução dos nomes
Outra diferença está na transliteração dos nomes dos personagens bíblicos em hebraico. "Eu me chamo Mário, e se eu for para a Rússia eu vou continuar me chamando Mário. O meu nome não muda, assim como o desses homens", ressalta Moreno. "Por exemplo, no hebraico não tem a letra J, então o nome Jesus é impossível de aparecer. Nós temos a palavra que dá origem ao nome Jesus, que é Yeshua, que significa 'o Eterno é salvação'."
O trabalho de tradução levou a duração de um intenso ano e uma jornada de 8 horas por dia pelo Rabino. O período total do projeto foi sete anos. "Foi um trabalho difícil, muitas vezes a gente quis parar, mas o Eterno não permitiu que isso acontecesse. Quando nós terminamos o trabalho, me lembro que foi em uma tarde. Eu ouvi a voz do Eterno dizendo: 'Agora se ajoelhe e glorifique o Meu nome, porque a sua parte você já fez. Agora cabe a Mim colocar isso diante do Meu povo'", relata Moreno.



Rabino Mário Moreno em entrevista ao Guiame durante o 4º Salão Internacional Gospel.



(Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)


O Rabino afirma que está trazendo de volta o que foi perdido na Reforma Protestante. "Se a gente olhar na história, vamos ver que Martinho Lutero só fez o que fez porque ele teve um conhecimento limitado. O que ele fez foi excelente, mas agora estamos em uma nova etapa. Daqui a pouco vai haver o arrebatamento, mas a noiva precisa se preparar. Para ser preparada, ela precisa ser restaurada em todos os seus aspectos", ressalta.
O pré lançamento da Bíblia foi feito no Salão Gospel. A previsão é que o livro esteja disponível nas livrarias a partir de setembro. Encomendas podem ser feitas no site do Panorama Cristão, editora responsável pela produção da obra.

Receitas Bíblicas
No evento, o Rabino Mário Moreno também apresentou um livro com receitas específicas para cada festa bíblica. "Cada festa tem uma conotação profética. Nossa intenção é que a igreja celebre as festas, que já são proféticas, e que até no cardápio tenha essa conotação. Que eles possam comer aquilo que é profético", ressalta.
"O comer na Bíblia está ligado a comunhão. Toda vez que eu como eu estou querendo ter comunhão com alguém. Segundo a tradição judaica, toda vez que estamos assentados a mesa com uma refeição, é como se estivéssemos assentados no altar do Eterno, tendo comunhão com Ele através da comida", explica o rabino.
Fonte: GUIAME via Blog do Josiel Dias

2 comentários:

Pastor José Gonçalves disse...

O argumento de que o Novo Testamento foi escrito originalmente em hebraico e não em grego é fundamentado em suposição. Não existe nenhum erudito sério, que tenha credibilidade na comunidade científica que diga o contrário. Dos quase cinco mil manuscritos encontrados, todos são em grego, quer seja uncial ou cursivo. Não há uma única cópia em hebraico ou aramaico. As cópias mais antigas de que dispomos (códex sinaíticus, códex vaticanus e alexandrino), todas estão em grego.
Pr José Gonçalves
Professor de grego e hebraico bíblico.

Daladier Lima disse...

Perguntinha básica, nível Massinha I, em quais manuscritos hebraicos ele se baseou para fazer sua tradução? Então...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...