quinta-feira, 8 de junho de 2017

Técnico Dorival Júnior defende religiosidade no futebol


Dorival Júnior fala sobre grupos de oração nos times: "Não atrapalha"


Recentemente, o ex-técnico do Santos, Dorival Júnior concedeu entrevista ao programa 'Bola da Vez', na ESPN. No diálogo com o apresentador João Carlos Albuquerque ele comentou sobre sua visão na questão dos jogadores cristãos expressarem sua fé.
Albuquerque iniciou a conversa questionando a existência de pequenos grupos cristãos dentro dos clubes, que fazem seus atos de fé, declaram suas crenças. "Essa coisa de jogador, tudo agora é louvar a Deus, aos céus e oração, antes, durante e depois. Muita gente fala da panelinha da igreja no vestiário. Isso cria atrito dentro do clube?", indagou o apresentador.
"Depende muito do ambiente do clube. O Santos nunca teve isso. O Santos tem esse grupo de oração, que a gente respeita. É que as pessoas não conhecem os detalhes, o dia a dia, como são…", respondeu Dorival, justificando que a fé é algo pessoal e ocorre naturalmente.
O entrevistador disparou "mas ninguém é santo, né?". O técnico de pronto respondeu que "de maneira nenhuma. Vivemos com os nossos defeitos, nossos problemas, nossas dúvidas, medos, receios".
João Carlos relatou que há alguns anos o Brasil tem se tornado muito religioso, e em contraponto a violência também cresceu. "Eu não consigo ver nexo nisso", dando a entender que a religião deveria resolver a questão do aumento da criminalidade.
Dorival continuou defendendo que a religiosidade não interfere em nada no dia-a-dia dos atletas. "Eu não acho que tem interferência. Primeiro, porque é tudo feito de uma maneira muito tranquila, não atrapalha", enfatizou Dorival.
Rebatendo as investidas de Albuquerque, Dorival ainda afirmou que esse assunto não atrapalhou em nada nos êxitos que o Santos alcançou dentro dos campos. "Porque vocês não fazem esse tipo de pergunta quando o time está ganhando? Ou você acha que o Palmeiras também não tem um grupo de oração?", citou o outro time paulista, que atualmente está em má fase.
"Eu acho que isso só faz crescer o ser humano. Não tem um outro caminho. Aliás, acho que o nosso país vive este momento, porque nós deixamos de buscar a Deus", declarou Dorival.
Encerrando as respostas sobre o assunto, o ex-técnico do Santos, acredita que a integridade do ser humano vai além da religião. "Mesmo ateu, eu acho que a pessoa tem que estar de bem consigo mesmo. Ela tem que ter bons pensamentos, ela tem que passar bons exemplos. Eu acho que isso sim, é você traduzir aquilo que você seja como ser humano".

Fonte: Gospel Prime
ASSISTA AQUI

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...