quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Traficante convertido se entrega à PM com a Bíblia na mão


Policial afirma que homem demonstrou 'sinais de euforia' e não largou a Bíblia

Um homem procurou a polícia para se entregar depois de ter comprado R$ 2,5 mil de maconha. O caso ocorreu em Brasília, no bairro Santa Maria, às 13h20 da última segunda-feira (21).
Na ocasião, um jovem de 28 anos foi atrás de uma equipe do batalhão da Polícia Militar, que estava em atividades na região, e confessou a compra e a guarda da droga em casa. O homem portava uma Bíblia, a qual manteve em suas mãos.
Os dois tabletes de maconha foram encontrados em cima do guarda-roupa da casa do homem. Ele afirmou, com viés de arrependimento, que o objetivo era consumir e revender.
Além da maconha, foram encontrados um dichavador e uma balança de precisão. Pelo material encontrado e pela confissão, o jovem de 28 anos foi preso em situação de flagrante.
Os relatos do acusado constam que ele teria adquirido a substância ilícita no Pedregal, região da cidade de Novo Gama, no entorno, em Goiás, e tinha a pretensão inicial de revender.
No entanto, entre a compra e a futura revenda, o homem afirma ter se arrependido e, por isso, se entregou. Um dos policiais afirma que o jovem apareceu com uma Bíblia na mão, disse a eles que tinha se convertido e não queria o produto.
"Parecia um pouco perturbado, apresentou sinais de euforia", disse ele, que ainda reiterou que o jovem não quis deixar o livro e ficou na delegacia com a Bíblia portada em suas mãos.
O caso foi encaminhado à 20ª Delegacia de Polícia do Gama e o jovem foi autuado por tráfico de drogas. A primeira audiência do seu caso foi programada para o dia 22.
Ainda, possui passagem pela polícia por um caso de suposta agressão a uma mulher, mas como o processo ainda está em tramitação, seu caso de tráfico é considerado réu primário.
Fonte: Gospel Prime

Um comentário:

Robert Teilor disse...

O rapaz procura a polícia para se entregar demostrando arrependimento, a própria reportagem diz que ainda não havia traficado e o delegado o prende por tráfico?
Não é uma falta de bom senso que, no mínimo desestimula casos semelhantes?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...