domingo, 24 de setembro de 2017

Homem condenado a 500 anos de prisão passa a evangelizar na cadeia, após se converter

Apesar de ter usado páginas de uma Bíblia para fumar cigarros, Ron Adkins passou a lê-la e se converteu.


Foi em 1997 quando Ron Adkins foi condenado a 500 anos de prisão. O júri bateu o martelo e determinou 495 anos para uma série de assaltos. Eram 99 anos para cada uma das cinco abordagens criminosas em que ele foi acusado. Ele tinha 22 anos quando foi preso e recebeu mais cinco anos por posse de um telefone celular não autorizado. Isso elevou sua sentença total a 500 anos. Sem a esperança de deixar a cadeia, ele se rebelou.

Como ex-policial, promotor e juiz distrital, Robert Newsom representa certa transformação nas leis do Texas. Atualmente, ele divide seu tempo servindo como administrador principal do condado de Hopkins e sendo juiz de sucessão em tempo parcial cuja filosofia judicial é influenciada por sua fé cristã, princípios de justiça e compaixão.

Apesar de distintos, a história desses dois homens se cruzam. O juiz Robert destaca: "Eu acredito na lei. Eu promovo a lei. Eu aceito a lei. Por outro lado, há um lugar para a misericórdia em nossa lei". declarou para a CBN News. Atualmente, os funcionários do Estado adotam algo similar na reabilitação. Desde 2011, a taxa de criminalidade caiu no Texas.

No entanto, quando Ron Adkins foi preso, antes do juiz Newsom em 1997, ele não encontrou tal misericórdia. E foi então que Ron se tornou um “cara ruim”. Ele diz: “Eu me propus a fazer uma reputação ruim de mim. Eu me tornei realmente violento". Ele se juntou a uma gangue da prisão e desenvolveu uma imagem perigosa de si, brigando constantemente com internos e funcionários.

Sozinho e suicida, ele atentou para Deus ao ver uma Bíblia desgastada que inicialmente não leu. "Estava faltando metade das páginas porque eu usava para fumar cigarros. Tudo o que restou foi o Novo Testamento".

Encontrando a Graça

Nas páginas que ficaram intactas, Ron disse que aprendeu sobre a graça, o perdão e o amor de Deus, o que o levou a abandonar a gangue e se juntar a um estudo bíblico na prisão. Ele também se matriculou em cursos de ministério e conseguiu ficar sem problemas durante o resto do tempo na prisão.

Em 2012, enquanto Ron estava crescendo em sua fé e continuou a exibir "bom comportamento", ele experimentou seu primeiro milagre: uma revisão surpresa que resultou em uma liberdade condicional antecipada. Após quase 25 anos de prisão, ele foi solto. A data é marcante: maio de 2015.

"Foi incrível. Eu nem pensei que fosse real até eu realmente sair do portão", lembrou. Uma vez fora da prisão, ele encontrou trabalho como operador de equipamento pesado e durante o seu tempo livre, compartilhava seu testemunho em conferências nas igrejas, onde conheceu sua esposa, Dawn Knighton que também é uma ex-criminosa e agora conselheira cristã.

"No mesmo lugar onde fui condenado a morrer na prisão, Deus hoje me usa para recuperar as coisas mortas", declarou Ron. "E é isso que Ele está fazendo. Na prisão, nas noites de adoração, nas reuniões de oração. Ele está apenas trazendo as coisas mortas de volta à vida", finalizou.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...