segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Netos do fundador da IURD teriam sido “roubados” em Portugal e levados para o Brasil, acusa investigação de TV portuguesa

Série em dez episódios que começa a ser veiculada nesta segunda-feira pela TV portuguesa, diz que igreja brasileira criou rede internacional de adopção ilegal nos anos 1990.

Os filhos das duas filhas de Edir Macedo, o brasileiro que lidera a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), teriam sido roubados de um lar para crianças que o movimento religioso manteve em Lisboa durante os anos 1990. Depois disso, foram adoptados, de forma irregular, no Brasil. A história é contada numa série informativa da TVI, que começa a ser veiculada na próxima segunda-feira.

Segundo a investigação da estação de televisão, que deu origem à série informativa "O Segredo dos Deuses", vários menores entregues por famílias portuguesas com dificuldades financeira ao lar da IURD alimentaram durante anos uma rede internacional de adopções ilegais liderada por dirigentes daquele culto.

O Lar Universal era parte da obra social da IURD e funcionou, durante os anos 1990, em Lisboa. Segundo a investigação da TVI, as crianças "eram entregues directamente no lar, à margem dos tribunais, por famílias em dificuldades". Depois disso, desapareciam e "acabavam no estrangeiro", adoptadas de forma irregular.

Os netos de Edir Macedo seriam provenientes desta rede, que também enviou crianças para adoção para outros bispos e pastores daquele movimento, segundo a série. Além de homem-forte da IURD, Macedo é também proprietário da TV Record.

Dezenas de famílias portuguesas afetadas

A reportagem da TVI conseguiu identificar dezenas de famílias portuguesas a quem os filhos terão sido "roubados" e que pela primeira vez falam publicamente sobre a situação. OS menores terão sido depois levados para o estrangeiro, sobretudo para o Brasil, onde a IURD tem sede, e os EUA, onde o seu líder, Edir Macedo, vive actualmente, e onde o culto se instalou no final dos anos 1980.

Conta também a série informativa da TVI, assinada pelas jornalistas Alexandra Borges e Judite França que investigaram a história durante os últimos sete meses, que um "importante membro" desta rede chegou mesmo a "roubar um recém-nascido à mãe na maternidade" e registrá-lo directamente, como seu filho biológico, lê-se num comunicado emitido por aquele canal de televisão.

"O Segredo dos Deuses" começa a ir para o ar esta segunda-feira, após o Jornal das 8, e será emitido todos os dias úteis. A série tem um total de dez episódios, prolongando-se a sua exibição até ao dia 22 de Dezembro.

Além das jornalistas Alexandra Borges e Judite França, a série conta ainda com imagem de Ricardo Ferreira, Nuno Ascensão, Romeu Carvalho, João Pedro Matoso e Alexandre Vieira, edição de Miguel Freitas e grafismo de Paulo Trindade, Sofia de Botton e João Nunes.

A TVI apresenta esta como a "primeira série informativa da televisão portuguesa".

Portal "P-TV"

MEU COMENTÁRIO:

Em que pese as divergências teológicas e de comportamento litúrgico da IURD (Igreja Universal do Reino de Deus), acusações dessa natureza sempre atingem os evangélicos de maneira geral, em especial a Igreja brasileira.

Ainda que alguém alegue que a IURD se trata de uma seita ou Igreja neopentecostal com pontos doutrinários divergentes, isso não é bom para o Reino de Deus como um todo.

É necessário agora que a IURD se manifeste se defendendo, se for o caso, ou entender-se-á que, em se calando, assume a culpa.

Estaremos atentos.

Oremos!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...