domingo, 24 de junho de 2018

Silas Malafaia exorta crentes que servem cerveja e tocam música secular em suas festas


Durante uma pregação ministrada, o pastor Silas Malafaia critica evangélicos que contratam bebida alcoólica para atender os “não evangélicos” em eventos como casamento, festa de aniversário e etc.
O pastor Silas Malafaia ainda critica cristão que ouve música secular, e declarou que já saiu de uma festa de amigos porque tinha música secular no evento, Silas Malafaia alerta ainda que música secular são oferecidas a ídolos como um pacto entre o cantor e satanás, para obter sucesso.

A música ainda hoje é fonte de debates entre evangélicos, e a liberdade para ouvir ou não músicas tidas como “seculares” é uma das dúvidas mais persistentes para muitos fiéis. Posições contrárias e a favor surgem em fóruns de debate na internet, em cultos de jovens, páginas de redes sociais, etc.
Outro pastor conhecido também  Lucinho, da Igreja Batista da Lagoinha, afirma que “não ouve e não recomenda” músicas que não sejam cristãs. Lucinho ficou conhecido nacionalmente pela polêmica imagem em que aparece cheirando uma Bíblia como se fosse cocaína.
ASSISTA AQUI
Para uma boa audição desligue o áudio do Stúdio Rhema no canto superior esquerdo do blog.


4 comentários:

Memórias das Assembleias de Deus disse...

Paz do Senhor pastor Carlos!

Nessa questão sobre ouvir ou não músicas seculares há muitas observações válidas: ritmos, letras, valor histórico e circunstâncias. Como professor de história trabalho na sala de aula canções de resistência no período da Ditadura Militar. Agora, uma coisa é certa também: certas canções evangélicas atuais, em termos de conteúdo bíblico e espiritual, são precárias e descaradamente lançadas pelas gravadoras ditas "cristãs" com finalidade mercadológica.

Memórias das Assembleias de Deus disse...

Paz do Senhor pastor Carlos!

Nessa questão sobre ouvir ou não músicas seculares há muitas observações válidas: ritmos, letras, valor histórico e circunstâncias. Como professor de história trabalho na sala de aula canções de resistência no período da Ditadura Militar. Agora, uma coisa é certa também: certas canções evangélicas atuais, em termos de conteúdo bíblico e espiritual, são precárias e descaradamente lançadas pelas gravadoras ditas "cristãs" com finalidade mercadológica.

heriberto rocha disse...

Gosto muito do Pastor Silas, mais nessa daí ele pisou na bola. Digo isso porque se crente não pode servi cerveja e tocar musica secular em festa, porque ele faz campanha pra não crente? Se formos levar por esse critério, então crente só pode votar em crente, fazer compras em um mercadinho de crente, são algumas de tantas, se eu for citar não irá caber aqui. Um abraço e fiquem na paz!

Unknown disse...

Isso é uma convicção bíblica Glória a Deus por pessoas que tem coragem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...