segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Pastor Henrique Vieira (PSOL) vê conservadores como representantes dos “coronéis da fé”



O pastor e militante de esquerda Henrique Vieira (PSOL) defendeu que o conceito de família seja ampliado e que o conservadorismo seja combatido porque seria uma forma de violência contra negros e mulheres.
Vieira participou do debate "Democracia em Colapso?", promovido pelo Sesc e pela Boitempo, no Sesc Pinheiros, em São Paulo, na última quarta-feira, 16 de outubro. Em sua fala, o líder da Igreja Batista do Caminho mais uma vez referiu-se aos evangélicos conservadores como "fundamentalistas".
"Para os fundamentalistas, há uma verdade e uma tradição que estão sendo corroídos pelas feministas e pelos LGBTs. Há um senso de que os corpos em movimento na história estão acabando com essa verdade e são uma ameaça ao código tradicional", afirmou. "Mas domesticar o corpo é também anular a potencialidade subversiva de reinventar o mundo"
De acordo com informações da Folhapress, Vieira recorreu a um icônico líder evangélico norte-americano para contrapor a defesa do conservadorismo no Brasil: "Se Silas Malafaia é evangélico, Martin Luther King também era. Achar que todos são iguais é não reconhecer que há disputas dentro desse meio. Se acreditarmos que todo evangélico é conservador, entregamos o futuro do nosso país nas mãos dos coronéis da fé", disse, reiterando suas críticas ao líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).
Em seguida, Henrique Vieira foi mais enfático ao se posicionar contra a ideia de que a família é fruto de um casamento entre homem e mulher e sua prole: "A ampliação do conceito de família é a melhor forma de dizer que as pessoas podem ser felizes com ou sem família. Devemos considerar o chão onde pisa a classe trabalhadora", concluiu.
Fonte: Gospel+

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...