domingo, 15 de dezembro de 2019

A queda: mais de 1,6 milhão de pessoas assinam petição contra filme do Porta dos Fundos

Cerca de 1,6 milhão de pessoas já assinaram a petição contra filme do Porta dos Fundos. O polêmico longa, que zomba da fé dos cristãos, foi lançado em 3 de dezembro, e tem recebido milhões de críticas pelo ato de blasfêmia.
Assine também no link a seguir: LINK
Para quem ainda não entende o que está acontecendo: O filme do Porta dos Fundos, A primeira tentação de Cristo, traz Jesus mantendo um relacionamento homoafetivo, e Maria, mãe de Jesus, consumindo drogas.
Líderes evangélicos de todo o páis já manifestaram repúdio. Políticos também se manifestaram contra esse desrespeito. Convenções de igrejas evangélicas e líderes católicos repugnaram o grupo humorístico. Até entidade muçulmana se posicionou contra o grave desrespeito aos cristãos.
Além da petição no link acima, há diversas outras petições, com números menores, pedindo que a Netflix tire o especial do ar.
O ator e produtor do Porta dos Fundos, Fábio Porchat, respondeu as críticas em seu Twitter, da seguinte forma.
"Gente, pode deixar que eu me resolvo com Deus, tá de boas, não precisa se preocupar não. Agora pode voltar a se indignar com a desigualdade que destrói nosso país. Mas tem que se indignar com o mesmo fervor, tá?", disse.
Fonte: JM Notícia
COMENTO A NOTÍCIA:
Será que isso resolve?
No meu entender, todos esses repúdios, protestos e manifestações até fazem um barulho e chamam atenção para o ocorrido, por outro lado também alimentam e amplificam o interesse das pessoas para assistirem o vídeo blasfemo, para tanto verifiquemos o quanto as pessoas estão clicando para assistir.
Agora, para resolver mesmo, somente a linguagem do cancelamento de assinaturas da Netflix; essa linguagem e somente essa o mercado capitalista pode entender.
Assim foi com o Banco Santander quando patrocinou a Exposição Queermuseu, que somente ouviu o clamor da população quando começou perder contas correntes e clientela. Demitiu o responsável pela autorização do patrocínio e criou um departamento exclusivo para dialogar com o seguimento religioso. Simples assim...
Não adianta ficar falando e somente assinando petição, é necessário cancelar assinaturas da Netflix.

2 comentários:

Judson Canto disse...

Minha ponderação sobre o assunto (no Face): "É irônica a indignação de certos figurões evangélicos contra uma peça humorística idiota. E o evangelho deles, que zomba de Cristo todos os dias?".

Robert disse...

Certíssimo, ficar disseminando a notícia em rede social, ainda que como repúdio, só atrai mais curiosos para o assunto ,fazendo assim que obtenham mais telespectadores..
Se nós como cristãos, queremos nos manisfestar, o certo é cancelar a assinatura do Netflix, até porque já existem outras opções de canais de streaming com qualidade tão boa ou melhor que a Netflix.
Essas empresas, só sentem quando é colocado a mão nos bolsos delas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...