segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Hillary Clinton critica cristianismo: ‘crítico e alienante’

Clinton continuou afirmando que os republicanos tentaram cooptar o cristianismo.

A ex-secretária de Estado Hillary Clinton, que é metodista, disse na semana passada que os jovens estão deixando a igreja porque o cristianismo é muito “crítico e alienante”.

Muitos jovens estão deixando a Igreja, em parte porque a maneira como eles entendem o que o Cristianismo se tornou … tão julgadores, tão alienantes que pensam consigo mesmos: ‘Bem, eu não preciso disso’”, explicou Clinton sobre ela podcast , “You and Me Both”.

Em resposta, seu convidado, o pregador ativista de extrema esquerda William Barber, disse que as igrejas precisam fazer um trabalho melhor para explicar a natureza transformadora do Cristianismo, porque os mais jovens “estão muito abertos à fé que trata da transformação, do amor, da justiça, sobre igualdade, sobre a essência – a essência do que significa ser uma pessoa de fé.

No início de sua discussão, Clinton e Barber falaram sobre o movimento Black Lives Matter. O candidato presidencial de 2016 argumentou que a frase de três palavras é uma “declaração teológica” porque “Jesus e justiça são a mesma coisa”.

Clinton continuou afirmando que os republicanos tentaram cooptar o cristianismo.

Quando você pensa sobre o esforço deliberado e concentrado de um partido político para basicamente tentar possuir o Cristianismo, e isso negligencia o papel da igreja afro-americana, ignora, como você diz, muita teologia, muita história,” ela disse. “Ele também ignora este momento no tempo. ‘Black Lives Matter,’ eu vejo como, você sabe, uma declaração muito profundamente teológica.

Barber explicou que os EUA já tiveram uma teologia de “religião de proprietários de escravos”, mas também adotaram a “religião do abolicionista”, que ele vinculou ao movimento Black Lives Matter de hoje.

Ele argumentou que os protestos em todo o país agora são “dores de parto” do que ele descreveu como uma “terceira reconstrução”.

Tivemos duas reconstruções: uma entre 1868 e 1896, e então tivemos a segunda reconstrução, 1954 a 1968”, disse Barber. “E eu acho que a América precisa de uma terceira reconstrução. Eu acho que esta é a dor de parto disso.

O pregador disse que os americanos estão em um lugar em que podemos “chegar a um acordo não apenas com o racismo sistêmico que afeta os negros, mas com o racismo sistêmico em todas as suas manifestações contra os pardos, contra os povos das Primeiras Nações, mas também a pobreza sistêmica e ecológica devastação e guerra, economia e a falsa narrativa moral do nacionalismo religioso.

Ele também pediu que as pessoas corressem mais para a esquerda, ecoando os comentários da deputada Alexandria Ocasio-Cortez (DN.Y.) no mês passado, quando ela disse que não é aceitável ser politicamente moderado.

Isso vai exigir que as pessoas que podem se candidatar a cargos sejam moderadas, para reconhecer que não estamos em um momento moderado, estamos em um momento de reconstrução”, disse ele. “Estamos em um momento FDR. Não estamos em tempos normais. E que Deus nos ajude se explodirmos neste momento. É assim que me sinto a respeito”.

Com FaihtWire via JM Notícia

Um comentário:

ARENARE disse...

Boa tarde pastor, é isso mesmo, a esquerda mundial unida em um único discurso, e isso com apoio de pseudo pastores que ainda, dentro do meio evangélico, querem tirar o foco dos filhos de Deus da palavra, para abraçarem os ideais comunistas. Tudo lógico, camuflado de uma falsa compaixão, assistencialismo, tudo bem maquiado, porque eles mesmos estão engodados com esse sistema todo que perverte a cada dia muitos cristãos, principalmente os de meio academico, para o lado esquerdo da força (fazendo alusão ao Star Wars), que é tão sedutor, que muitos fazem o que o proprio Marx fez, abandonou a fé em Jesus Cristo para se tornar um acirrado inimigo declarado. Vejo muitos jovens da minha comunidade, batista, que depois de entrarem para as faculdades com ideologia marxista, voltarem-se contra o Senhor e seus principios, em nome da igualdade, em nome de uma falsa sensação de se importarem com as minorias, estão abraçando as causas socialistas dentro das escolas, colocando de lado a sã doutrina da biblia, ou melhor, subjulgando debaixo do escombro de entulhos que eles aprende nas faculdades. Muitos já desistem de seus chamados, da chama que antes acesa de pregar o evangelho, de forma alienante, estão apregoando um evangelho coloidal, sem sabor, cheiro ou mesmo poder de transformar qualquer vida. A igreja, ou melhor, o Senhor Jesus, nunca foi de fato aceito pelo mundo, apenas pelos pecadores sedentos pela salvação. É como Paulo o apostolo falou a Timóteo, seu discipulo, não tem como seguir a sã doutrina sem que sejamos perseguidos. É triste, mas é a realidade.
Abraços, Deus abençoe a todos responsáveis por esse conteudo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...