domingo, 25 de março de 2018

Cristãos marcham em protesto contra “ideologia de gênero” na Croácia



ZAGREB (Reuters) - Milhares de cristãos conservadores croatas protestaram neste sábado contra a proposta de ratificação de um tratado europeu que descreve o gênero como um "papel social", temendo que isso possa minar os valores tradicionais da família num país predominantemente católico.

Os manifestantes marcharam pelas principais ruas da capital Zagreb, carregando uma enorme faixa que dizia "Parem Istambul (Convenção) por uma Croácia Soberana", agitando bandeiras nacionais e cantando canções patrióticas.

No início desta semana, o governo conservador da Croácia adotou o tratado, destinado a combater a violência contra as mulheres, apesar da oposição de suas próprias fileiras, grupos conservadores e da Igreja Católica local.

Embora apoiando a proteção das mulheres, os opositores se opõem à definição de gênero do tratado, que, segundo eles, abre caminho para a introdução de transexuais ou transexuais como categorias separadas, ao que eles se opõem.

No mês passado, o mesmo tratado foi rejeitado em outros dois países da União Européia, Bulgária e Eslováquia, por objeções similares sobre a definição de gênero como "papéis sociais, comportamentos, atividades e características que uma sociedade em particular considera apropriadas para mulheres e homens".

O governo croata pediu ao parlamento que ratifique o tratado, conhecido como a Convenção de Istambul, e adote uma declaração em separado dizendo que o tratado não mudará a definição legal da Croácia de casamento, como uma união entre um homem e uma mulher, mas os manifestantes entendem que a ratificação ainda assim é inaceitável.

"Isso é traição!", "Plenkovic, saia!", Gritavam os manifestantes, pedindo que o primeiro-ministro Andrej Plenkovic renunciasse.

"Eu acho que essa é a hora da virada para a Croácia, quando devemos decidir se a Croácia vai escolher a preservação dos valores familiares e tradicionais ou se vamos aderir uma forma imposta de fora, por Bruxelas, (sede da União Europeia) como o que já vemos no Canadá onde já existem dois pais ou duas mães", disse Kristina Pavlovic, organizadora do protesto.

Uma pequena contra-manifestação foi organizada em apoio ao tratado, e a polícia teve que dividir os dois grupos depois que eles se confrontaram verbalmente.

Os partidários do tratado disseram que muitos manifestantes, incluindo veteranos de guerra, foram trazidos de ônibus de outras cidades e fora da Croácia para participar da manifestação, que eles disseram ser politicamente motivada.

"Eu protesto pelo meu neto, bisneto e todos aqueles que deram suas vidas pela Croácia", um homem idoso disse à televisão N1.

Com informações Reuters

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...