segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Líder de louvor da Hillsong se despede do cristianismo: “Foi incrível ser um de vocês, mas eu não sou mais”


Após semanas lutando publicamente com sua fé cristã, Marty Sampson parece ter se despedido do cristianismo – ou, no mínimo, da Igreja – de uma vez por todas, em uma atualização emocionada do Instagram publicada nesta sexta-feira.
No post, o líder de adoração da Hillsong de muitos anos expressou seu amor pelos líderes seniores da Igreja, Brian e Bobbie Houston, e pelo líder de louvor Joel Houston, entre outros. 
Ele chamou Hillsong de sua "linda família de almas incríveis" enquanto agradecia pelas memórias e seu amor.
Na atualização altamente carregada, Sampson, que começou na Hillsong nos anos 90, disse que tinha lágrimas escorrendo pelo rosto e que ele já sentia falta de estar perto de sua família Hillsong. 
Ele escreveu: "Eu te amo @brianchouston  Eu te amo @bobbiehouston  Eu te amo @joelhouston  Eu te amo @benjaminhouston  Eu te amo @lauratoggs  – Obrigado por todas as memórias incríveis, pelas noites em sua casa dormindo no chão, pelos momentos surpreendentes quando eu vi o que é uma bela família", disse Sampson.
"Para @hillsong minha linda família de almas incríveis, eu amei estar perto de vocês todos e eu realmente sinto falta de estar perto de vocês todos. Vocês são algumas das pessoas mais maravilhosas que eu conheço. Obrigado por todo o amor e toda a graça e bondade que você me mostrou por muitos anos.", continua Sampson.
Mas sua mensagem foi além da Igreja Hillsong, quando ele passou a expressar seu amor por todos os cristãos e disse que ele tinha perdoado a Igreja. Ele também pediu que os cristãos o perdoassem se ele tivesse falado mal deles.
No entanto, antes de terminar, ele disse que foi um cristão, porém, "não era mais".
"À IGREJA DE JESUS ​​CRISTO, eu te perdoo, e te amo. Tenho lágrimas escorrendo pelo meu rosto porque é tão verdadeiro. Eu adoro vocês cristãos. Eu amo tanto. Isso é tudo", escreveu ele.
"Foi incrível ser um de vocês, mas eu não sou mais."
"Eu amo todos vocês, e eu sempre amarei. Eu não vou esquecer o quanto eu amo os cristãos, mesmo que eles não me amem, eu sempre amarei você. Desculpe por quaisquer palavrões que eu já disse sobre algum de vocês Perdoe-me, eu amo todos vocês."
Sampson escreveu canções que foram cantadas por cristãos e igrejas em todo o mundo, como "Carry Me", "Better Than Life", "King of Majesty", "For Who You Are", "Take it All", "Came to My Rescue", e mais recentemente "One Thing" e "O Praise the Name (Anástasis)".
Mas ele surpreendeu a Igreja em todo o mundo no início deste mês, quando desabafou suas frustrações sobre a fé cristã e as aparentes "contradições" da Bíblia, dizendo que ele "não estava mais presente". Mais tarde, ele excluiu o post.
"Hora de uma conversa real. Estou genuinamente perdendo minha fé e isso não me incomoda. Tipo, o que me incomoda agora não é nada. Estou tão feliz agora, tão em paz com o mundo. É louco.", disse Sampson no post excluído.
O que se seguiu nas últimas semanas tem sido uma sucessão de posturas examinando ainda mais a fé cristã e compartilhando sua luta interior. Todas as postagens foram depois excluídas.
Marty Sampson chegou a dizer que, embora ele não tenha "renunciado" ao cristianismo, estava, no entanto, "incrivelmente instável".
Com sua última declaração nesta sexta-feira lendo como uma carta de despedida, parece que desta vez, é realmente um adeus de Marty Sampson.
Leia o post em inglês, abaixo:

Folha Gospel com informações de Christian Today

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...