segunda-feira, 20 de abril de 2020

Tribunal de Justiça cita ‘prejuízo espiritual’ e libera funcionamento de igrejas em Campo Grande (MS)

Decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), derrubou liminar que proibia o funcionamento de igrejas na capital

Decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS), derrubou liminar que proibia o funcionamento de igrejas, em Campo Grande (MS).
Desta forma, o prefeito Marquinhos Trad, disse que as igrejas serão liberadas, desde que cumpram as regras de biossegurança estabelecidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) para o combate ao novo coronavírus.
No documento, divulgado neste sábado (18) o desembargador Paschoal Carmello Leandro, presidente do TJ-MS, ressalta que "neste momento de pandemia a população necessita fortalecer os seus credos, a fim de superar as graves consequências da doença, sob pena de prejuízo à saúde mental e espiritual…"
Fonte: JM Notícia

Um comentário:

Laudinei- NEI disse...

Prejuízo espiritual por falta de templo? No meu tempo era o pecado , falta de oração e leitura da Palavra ( que pode ocorrer fora dos templos) que causavam prejuízos espiritual, mas o que um tribunal pode entender de espiritualidade? Ele vê o pedido do pastor preocupado com o prejuízo financeiro e mete a caneta...O líder da igreja que entrou com o pedido e o juiz que fez a liberação carregarão o ônus de qualquer contaminação e morte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...