domingo, 24 de maio de 2020

Câmaras secretas descobertas abaixo do Muro das Lamentações em Israel


Recentemente arqueólogos descobriram três câmaras secretas subterrâneas esculpidas na rocha que fica abaixo da praça do Muro das Lamentações, em Jerusalém.

As câmaras possuem pelo menos 2.000 anos, contam com um pátio aberto e duas salas. Aliás, uma foi construída sobre a outra, sendo que existe uma escada para fazer a ligação interna. Os arqueólogos descobriram vasos de barro usados para cozinhar, núcleos de lâmpadas a óleo, uma caneca de pedra e uma bacia de pedra, utensílios usados em rituais.

A equipe encontrou nas entradas das câmaras um longo entalhe para prateleiras e depressões para dobradiças. Também nas paredes estão esculpidos nichos redondos, quadrados e triangulares, sendo que muitos deles podem ter recebido lâmpadas a óleo.

Objetos encontrados na câmara secreta

Velas a óleo estavam entre os itens descobertos nas câmaras subterrâneas.
(Crédito da imagem: Yaniv Berman, Autoridade de Antiguidades de Israel)

Os pesquisadores acreditam que as câmaras eram usadas diariamente, mas não está claro qual era a verdadeira função das estruturas. "Talvez tenha servido como despensa para uma estrutura aérea que não sobreviveu ou como um espaço esculpido", destaca o diretor da Western Wall Heritage Foundation, Mordechai Eliav.

O sistema subterrâneo de 2.000 anos consiste em um pátio e duas salas.
(Foto de Menahem Kah / AFP via Getty Images)
O Muro das Lamentações ou Muro Ocidental é considerado o segundo local mais sagrado do judaísmo, sua construção iniciou em 19 AEC. Em relação as câmaras, os pesquisadores se perguntam: "pessoas podem ter vivido lá?". Espaço para armazenar alimentos existe e possivelmente havia outro edifício acima.

"Outra possibilidade é que esse sistema tenha sido usado para se esconder durante o cerco em Jerusalém, há 2000 anos, quando as legiões romanas conquistaram a cidade", analisou o co-diretor da escavação Barak Monnickendam-Givon.

Mais sobre as descobertas em Israel

Essas câmaras subterrâneas do Muro das Lamentações estavam escondidas abaixo de um mosaico branco, em um prédio público erguido há 1400 anos. Esse edifício foi reformado há 1250 anos, conforme um comunicado. Mas, no século 11 acabou sendo destruído e as câmaras acabaram sendo enterradas, ficando escondida por séculos.

Os arqueólogos descobriram esse copo medidor nas câmaras.
(Crédito da imagem: Yaniv Berman, Autoridade de Antiguidades de Israel)

Elas foram localizadas no complexo “Beit Strauss”, no saguão de entrada dos túneis do Muro das Lamentações. Aliás, isso auxiliou durante a construção da estrutura sagrada, que tem um peso enorme. Além disso, os túneis possuíam canais que forneciam água ao Segundo Templo, uma construção história que foi remodelada por Herodes.

Essa descoberta foi realizada por estudantes de Jerusalém. A cidade acabou sendo destruída em 70 d.C, conforme um comunicado da Autoridade de Antiguidades de Israel, então o espaço pode ter servido de abrigo. Por fim, o Muro das Lamentações é a única parte que restou do Segundo Templo de Jerusalém.

A descoberta foi feita por estudantes em Jerusalém.



Socientifica via NC

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...