quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Igreja Luterana gera indignação ao retratar Jesus como trans em campanha infantil, na Islândia

Em um anúncio para convidar as crianças à escola dominical, a Igreja Nacional da Islândia apresentou um Jesus com barba, seios e maquiagem, dançando debaixo de um arco-íris.

Depois de uma onda de críticas, a igreja removeu o anúncio das redes sociais — mas não do espaço publicitário nos ônibus — e publicou um pedido de desculpas. No entanto, mesmo indo contra as Escrituras, a igreja alegou que “está tudo bem” retratar Jesus como uma mulher ou transgênero.

O anúncio, que retrata Jesus como trans apontando para uma igreja, foi postado no site da e na página do Facebook da Igreja da Islândia em 11 de setembro, de acordo com o site Daily Mail. A postagem foi excluída por causa da reação negativa, mas o anúncio continua circulando no transporte público do país.

De acordo com o Iceland Monitor, a campanha publicitária custou à igreja cerca de US$ 14.800, que foram contribuídos principalmente pelo escritório do bispo.

Houve uma razão pela qual deixei a Igreja Nacional e encontrei outra congregação cristã”, disse um dos comentários no Facebook. “A igreja deveria ter vergonha de humilhar Jesus dessa maneira”, disse outro.

A igreja, conhecida como Igreja Evangélica Luterana da Islândia e considerada a igreja cristã oficial do país, se desculpou, dizendo: “A Assembleia da Igreja Nacional lamenta que a imagem de Jesus em um anúncio da escola dominical tenha ferido as pessoas. O objetivo era enfatizar a diversidade, não machucar nem chocar as pessoas”.

Pétur Georg Markan, representante de mídia da igreja, procurou explicar por que o anúncio foi usado.

É tão importante para nós chamar a atenção para a diversidade quanto respeitar as opiniões daqueles que não gostam desta representação de Cristo”, disse ele ao Monitor.

Neste anúncio, vemos um Jesus que tem seios e barba. Estamos tentando abraçar a sociedade como ela é. Temos todos os tipos de pessoas e precisamos treinar para falar sobre Jesus como sendo de ‘todos os tipos’ neste contexto”, disse Markan.

Para Guðrún Karls Helgudóttir, ministro da igreja Grafarvogskirkja, cada pessoa pode interpretar a foto como quiser. “Algumas pessoas o interpretam como um trans-Jesus, outras como uma mulher. Alguns veem Maria com uma barba, e outros veem uma pessoa machista. As opiniões dentro da igreja são tão diversas quanto em outros lugares”, argumentou.

Fonte: Guia-me com informações de The Christian Post via Folha Gospel

MEU COMENTÁRIO:

Desconheço que em qualquer lugar do mundo, homossexual ou qualquer outro gênero ou tipo de pessoa, tenha, sido proibida de participar ou frequentar uma Igreja evangélica, ao mesmo tempo que também desconheço que alguém tenha sido obrigado a aceitar a fé cristã.

Agora, mudar, alterar ou contrariar princípios do evangelho, por conta de um grupo em particular, já é uma ofensa ao Senhor, um desrespeito à Palavra de Deus e uma afronta aos fiéis.

Oremos!

Um comentário:

daladier.blogspot.com disse...

Um desserviço à causa do Mestre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...