quinta-feira, 4 de abril de 2013

Marco Feliciano - A saga para tira-lo da presidência da CDHM continua

Pr. Marco Feliciano

Pr. MARCO FELICIANO - Deputados querem investigação por quebra de decoro parlamentar 

O Deputado Federal pastor Marco Feliciano, tem se mostrado firme em sua decisão de se manter na Presidência da CDHM - Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, no entanto, sua vida não tem sido fácil nessa luta.

Alguns analistas políticos conseguem detectar que Marco Feliciano se beneficia dos holofotes e, por isso mesmo procurar se manter diante deles, alongando ao máximo essa exposição. Há quem diga que seu partido, o PSC (Partido Social Cristão), espera que sua votação triplique na próxima eleição, atingindo cerca de 600.000 votos, o que faria dele um carro chefe da legenda, se elegendo e elegendo vários outros deputados federais. Na verdade, creio mesmo que está a colecionar tanto adeptos como desafetos. Só o amanhã colocará isso e "pratos limpos".

Em que pese ser essa uma das posibilidades, por outro lado, o preço que está sendo pago também é muito alto. Feliciano que já teve que suspender sessão por causa da baderna, assim como acionar a polícia da Câmara contra ativistas do movimento homosexual e também para barra-los de participarem de sessões da comissão, agora tem no seu encalço um grupo de colegas deputados que pedem investigação, para apurar um possível quebra de decoro parlamentar. Nada mais do que uma manobra para força-lo deixar o cargo. Se ele renuncia param com tudo. É esperar para ver.

Os deputados pedem que seja aberta uma investigação sobre o uso irregular de assessores, sua evolução patrimonial e a relação com uma produtora de vídeo.

Ontem, a Câmara recebeu um pedido de investigação do deputado pela fala dele dizendo que a comissão era dominada por Satanás antes de sua chegada ao posto.

Na ação, os deputados pedem que Feliciano se afaste da presidência da comissão até que o processo seja concluído.

O texto é assinado pelos deputados Ivan Valente (PSOL-SP), Chico Alencar (PSOL-SP), Jean Wyllys (PSOL-RJ), Luiza Erundina (PSB-SP), Erika Kokay (PT-DF), Arnaldo Jordy (PPS-PA), Raul Henry (PMDB-PE), Padre Ton (PT-RO) e Praciano (PT-AM).

"Verifica-se que as denúncias são graves e envolvem diversos aspectos da ética e decoro parlamentar: a omissão de declarações, a percepção de vantagens indevidas, utilização de verba de gabinete em desacordo com princípios constitucionais e abuso das prerrogativas constitucionais", dizem os parlamentares.

O Conselho de Ética pode aplicar desde uma advertência até recomendar a cassação, que precisa ser votada pelo plenário da Casa. As medidas estão sendo tomadas para pressionar Feliciano a deixar o cargo. Ele é acusado de racismo e homofobia.

Embora já tenha colocado minhas posições pessoais a respeito do deputado e pastor Marco Feliciano, e sabendo que fala demais e promove trapalhadas, o certo é que a dose é forte demais e claramente discriminatória.

Marco Feliciano colhe o fruto da sua semeadura em palavras e precipitações, mas por outro lado, há de se convir que existe muita discrepância debaixo do tapete da república. Em que pese tudo isso, vamos interceder para que a comunidade evangélica do Brasil não seja fortemente manchada, porque respingada já ficou. Oremos!

2 comentários:

David Molero disse...

Minha análise sobre Feliciano: não somente aumentará a sua votação como aumentará a votação dos demais deputados evangélicos, inclusive que pertencem a outros partidos, o raciocínio é simples, os evangélicos vão reagir em bloco pois sabem que não existe mais espaço na sociedade para se omitir diante das investidas dos ativistas gays, e nós sabemos que satanás é quem esta por detrás disso.

A fala do Feliciano é a nossa fala, é claro que as pessoas não entendem o idioma "evangeliques", mas tudo bem, isto acaba mantendo-o nos holofotes da mídia o que é positivo.

O PT esta com o rabo preso ao manter os deputados Genuíno e João Paulo na Comissão de Constituição e Justiça, ambos condenados pelo crime do mensalão e aguardando o mandado de prisão a ser expedido pelo STF e isto é algo extremamente grave a ser explorado pelo PSC PARTIDO DO FELICIANO e a presidenta Dilma sabe que atacar os evangélicos é pulverizar qualquer possibilidade de apoio à sua reeleição.

Não vai ser fácil calar o Feliciano e ele renunciar por causa de pressão jamais, pois seria uma confissão de culpa, tem que enfrentar as denúncias e mostrar a sua inocência mesmo porque lugar de quem comete crime é na cadeia.


Até agora a conduta do Feliciano tem honrado os evangélicos.

David Molero - Via Facebook

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Carlos Roberto,

A paz amado!

Sinto vergonha deste deputado que utiliza o t[itulo de pastor.

Sinto vergonha, pela agonia deste deputado que utiliza o título de pastor para envergonhar o evangelho, com a sua postura na cobrança de dinheiro, covardemente estimulada, pela influência, pelos seus gritos histéricos em púlpitos dominados por irresponsáveis do evangelho.

Triste saber que muitos líderes se solidificam, ou se solidificaram nos púlpitos, por serem usurpadores dos interesses mútuos, e não pelo interesse supremo à dedicação ao verdadeiro evangelho e serviço à Deus.

A liderança deve oportunamente acabar com a farra da mistura entre políticos favorecidos por seus cargos miniteriais para alcançarem exito em suas negociações.

Muitos líderes utilizam da influência em seus cargos monisteriais para decifrarem a possibilidade de serem eleitos e continuarem com a falsa posição de lìder no ministério.

A igreja não precisa de pastores na política, e sim, de pastores sérios que preguem o evangelho de Cristo com poder e virtude.

O caráter da maioria, transformou-se em lixo pela dedicação à política.

Sinto nojo e desgosto, do ocorrido e do promovido erradamente pelos interesses comuns à quem conhece teologia e desconhece o Deus da Bíblia.

O interesse nos corações destes enganadores, é a provocação que interessa ao diabo como príncipe deste mundo e com a sua ardilosa cilada na conquista de corações que vivem uma vida em cima do muro e permitem que seus telhados sejam de vidro.

O exemplo a ser seguido e bem orientado por Paulo, o apóstolo, está esquecido. Ser uma carta que possa ser lida pelo mundo, transformou-se em um conto da carochinha.

Dias piores viram, apesar dos mentirosos pregadores da prosperidade, informarem o contrário.

Maranata!

O Senhor seja contigo,

O mínimo dos menores.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...