domingo, 15 de setembro de 2013

Joaquim Barbosa é pressionado por amigos a deixar o STF, caso o Mensalão acabe em pizza

Joaquim Barbosa - Presidente do STF

CLÁUDIO HUMBERTO
A expressão “está tudo dominado” tem sido muito utilizada por amigos e interlocutores do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, para recomendar, inclusive em mensagens para seu celular, que abandone a Corte em protesto contra os rumos do julgamento do mensalão, com tendência para rever sentenças e livrar da cadeia 11 réus na ação, entre os quais o ex-ministro José Dirceu.
Condenado por “chefiar a quadrilha do mensalão”, José Dirceu pode se livrar da pena por formação de quadrilha, e escapar do regime fechado. Observadores experientes do comportamento dos ministros do STF acham que o mais provável é que o placar pró-mensaleiros será 6×5.
Amigos querem que Joaquim faça mais do que Adauto Lúcio Cardoso em 1971, e explique, em rede nacional de rádio e TV, por que não ficaria no STF. Ele se referem ao episódio histórico em que Adauto Lúcio Cardoso, indignado com a decisão do STF de julgar constitucional a lei de censura prévia decretada pelo então ditador Emílio Garrastazzu Médici, ele se despiu da capa de ministro, jogou-a sobre a cadeira e saiu do recinto.
Lobby do Olimpo – Advogados que militam em tribunais superiores afirmam que Lula “operou” fortemente no STF, junto a ministros nomeados por ele e por Dilma, pela admissão dos embargos infringentes, para rever o caso.
Fazenda dos bichos – Na defesa de seu voto a favor dos embargos infringentes que permitem novo julgamento dos mensaleiros, o ministro Teori Zavascki falou até em “quadrúpedes”. Ele não se referia ao respeitável público. (Coluna de Cláudio Humberto)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...