segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Assembleias de Deus devem anunciar apoio a Marina nesta semana


Por Fernandes Rodrigues
Pastores da Assembleia de Deus pretendem decidir nesta semana quem apoiarão para presidente da República. A tendência é fechar posição em torno da candidatura de Marina Silva.
A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, que representa as 44 convenções regionais da igreja, planeja receber Marina Silva e Pastor Everaldo, do PSC, a partir de 5ª feira (18.set.2014). Um dos dois será escolhido e o apoio será anunciado em seguida.
“A impressão que eu tenho é que [a decisão] tende para Marina”, diz o pastor Lelis Washington, presidente do conselho político da entidade.
A Convenção apoiou candidatos tucanos nas últimas 3 eleições. Em 2002, José Serra, em 2006, Geraldo Alckmin e em 2010, novamente José Serra. A predileção pelo PSDB não se repetirá neste ano. Marina e Everaldo pertencem à Assembleia de Deus e a igreja se viu diante da tarefa de escolher entre dois de seus próprios fiéis –“um problema que todo mundo gostaria de ter”, segundo Washington.
O Censo de 2010 contou 12,3 milhões de fiéis da Assembleia de Deus. A entidade tem sua própria contabilidade, mais generosa, e estima que 10% da população brasileira –cerca de 20 milhões de pessoas– frequente as suas igrejas.
Nas eleições anteriores, a Assembleia de Deus optou pelos tucanos pois foram eles que “assumiram compromissos com o nosso segmento”, diz Washington. Entre eles, a rejeição de projetos de lei que criminalizam a homofobia e legalizam o casamento gay. Ambos “afetariam a nossa liberdade de culto”, segundo o pastor.
A primeira versão do programa de governo divulgado por Marina Silva previa o apoio à criminalização da homofobia e o casamento gay. Após a reação de parte da comunidade evangélica, Marina recuou e disse que tal trecho havia sido publicado por um “equívoco” na consolidação do texto.
Na pesquisa Datafolha mais recente (de 8 e 9.set.2014), Dilma Rousseff (PT) lidera entre os eleitores que se dizem católicos, com 40% contra 29% de Marina Silva.
Entre os evangélicos pentecostais e os não pentecostais, a liderança é de Marina, com 41% e 44%, respectivamente, contra 32% e 26% de Dilma. Eis a tabela detalhando esses percentuais:
Fonte: UOL

4 comentários:

Anônimo disse...

Shalom, meu pastor. Repito o que já disse em alguns comentários: Não é necessário ser evangélico para NÂO votar no PT. Basta apenas considerar duas instituições milenares: a Família e a Justiça. Isto independe de religião. O próximo (a) presidente do Brasil nomeará cinco ministros (Juízes) do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Se o PT ganhar, a nação fica em risco de "Alguém" colocará 5 juízes com perfis de ex-advogados do PT e de 40 anos de idade. Tais magistrados ficarão 30 anos decidindo sobre nossas famílias, a partir de uma "canetada", como fizeram com o casamento, com os cartórios e com os "Mensaleiros".
O "Petrolão", assim como o "mensalão" vai acabar no SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Os 5 próximos juízes indicados poderão ser "ORDENADOS" de dentro do presídio da PAPUDA, em Brasília. Neste país até o Tráfico de drogas comanda de dentro das cadeias.
O congresso tá "travado" e muitas questões que seriam legislativa estão sendo tomadas no STF.
Obrigado
PAULO MORORÓ

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Olá Paulo Mororó,

Shalom!

Sábias suas observações.
Assino contigo.
Grato pela honrosa visita, volte sempre!

Saúde & Paz!

VTLS disse...

meu caro Pastor Carlos Roberto, você me conhece das nossas lutas nas questões da rádios comunitárias em tempos remotos. Mas vou falar sobre a questão do apoio politico. Primeiro a IADs(CGADB), é muito lenta em suas decisões, não tem opinião sobre vários temas tratado no universo, político-social, esta sempre a reboque, pois temos uma presidência pouco comprometida, com os fatos nacionais, e internacionais(vide Hamas/Israel)nos foros extra Igreja. Mas penso eu que o apoio deve ser dado a Marina, pois além de estar muito a frente do Pastor Everaldo (com 1% de intenções de votos), podemos quem sabe resolver esta questão no primeiro turno.
Vagner Lopes/JUndiai

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Caro Vagner Lopes,

Grato pela honrosa visita e comentário.

Concordo plenamente com a sua visão sôbre o fato. As Assembleias de Deus, de maneira geral é muito lenta mesmo, até porque esse tipo de exposição, entre nós, ainda é um tema controverso e polêmico, no entanto acredito que, pelas circunstâncias, o apoio será mesmo para a candidata Marina Silva, até porque é evangélica, assembleiana, a única candidata com condições de ganhar de Dilma Roussef. Por outro lado, ainda que a liderança fale outra coisa, o povo evangélico, em sua maioria, irá votar nela.

Volte sempre por aqui!

Saúde & Paz!

Pr. Carlos Roberto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...