sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Marco Feliciano critica encontro de líderes evangélicos com Dilma Rousseff sôbre CPMF


O deputado Marco Feliciano (PSC-SP) criticou o encontro entre a presidente Dilma Rousseff e alguns líderes religiosos. Nesta quinta-feira (1º) um grupo de evangélicos, convocados pelo senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) se encontraram em Brasília para tratarem sobre a CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira).
O parlamentar afirmou em seu discurso no plenário que o objetivo do governo era pedir para que esses pastores convençam os deputados evangélicos a apoiarem a volta da CPMF.
“Foi feito ainda uma promessa, a promessa de que as igrejas estariam isentas de pagar a CPMF”, denúncia Feliciano. “Isso é uma vergonha, é um descalabro, é coisa de criança”.
O parlamentar – que está em seu segundo mandato – mandou um recado para a presidente dizendo que o seu mandato não tem dono, lembrando que há muitos deputados cujo mandato é das igrejas que os elegeram.
“É inacreditável saber a que ponto chega o governo”, diz ele lembrando que o governo do PT já tentou fazer acordos com as lideranças evangélicas e depois voltou atrás, sendo esse um dos motivos que o fizeram sair da base aliada.
“Nós não precisamos desse prato de lentilha, nós não vamos vender o nosso direito de primogenitura. O governo fez a conta, o governo que pague a conta”, afirma o deputado pedindo respeito aos evangélicos.
O encontro de fato aconteceu, a assessoria do senador Marcelo Crivella mandou uma nota dizendo que com a volta da CPMF era possível que a Receita e os bancos passassem a taxar as igrejas e por isso a presidente quis falar com as lideranças religiosas e assim garantir que o imposto não será cobrado dos templos.

Fonte: Gospel Prime

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...