domingo, 10 de abril de 2016

Deputado é evangelizado durante sessão do impeachment

Sessão da comissão especial tem ataque a fé cristã

A sessão final dos debates da comissão especial da Câmara dos Deputados foi até as 5 da manhã deste sábado (9). Entre as discussões do relatório favorável à abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, houve diferentes momentos acalorados.
O discurso do deputado Sílvio Costa (PT do B/PE), que é vice-líder do governo na Câmara, ofendeu dois parlamentares integrantes da comissão especial. Fugindo do tema que estava sendo tratado na sessão, ironizou o fato de o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM/RJ) ser pastor e também ofendeu o deputado Danilo Forte (PSB/CE) de “merda”, “corrupto” e “imbecil”. Os citados, ganharam direito de resposta.
O deputado cearense limitou-se a dizer que as investigações feitas a sua gestão na FUNASA mostraram que não houve qualquer irregularidade. “Faz seis anos que saí da Funasa. Não tenho nenhuma condenação”, respondeu Forte.
Já Sóstenes foi mais incisivo. Lembrou que Silvio Costa faz ataques reiterados ao fato de ele ser evangélico. “Respeite a minha fé. Respeite a fé da maioria do povo brasileiro”, retrucou. Como um dos parlamentares evangélicos mais vocais em relação ao impeachment, fez uma firme defesa de sua posição.
Ao mesmo tempo, mostrou que não se envergonha de ser um pastor que ocupa uma posição eletiva. Diante de todos os seus pares, fez um convite para que Sílvio Costa se converta a Jesus. “Está aqui a sua oportunidade de se converter”, afirmou.
Sóstenes enfatizou: “Que um dia vossa excelência tenha um encontro com Cristo, que é o único capaz de livrar o Brasil dessa roubalheira e pilantragem que foram instaladas no Palácio do Planalto". No final, foi aplaudido pelos demais.
Perto das duas da manhã, durante seu discurso, Sóstenes não partiu para ataques pessoais. Ele concentrou sua fala na leitura da Constituição Federal, lembrando que todos os deputados quando assumiram seus cargos, juraram respeitar a Carta Magana. Ele leu diversos artigos que sustentam sua posição favorável ao impeachment.

Silvio Costa foi eleito por partido cristão

Embora tenha sido eleito pelo PSC de Pernambuco, o deputado Silvio Costa hoje está no PTdoB. Ele acabou trocando de partido para poder assumir mais claramente sua postura favorável ao governo de Dilma.
Contudo, o que desencadeou isso foi claramente uma diferença com os membros da bancada evangélica. Ele não aceitou a nomeação de Marco Feliciano e Eduardo Bolsonaro, ambos do PSC de São Paulo, para integrarem a comissão do impeachment.
Costa conseguiu ser o indicado do seu novo partido para a Comissão. Mais recentemente, recebeu uma aula de Feliciano sobre o impeachment.

Fonte: Gospel Prime 
ASSISTA AQUI

Um comentário:

Pb. José Roberto da Rocha disse...

O deputado não o menospresou por ser evangélico e sim por ser pastor e ter largado o chamado para ser politico! Sabe como é ... a carne é fraca, e as mordomias e salarios que um deputado recebe é uma tentação irresistível!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...