quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Ministro do STJ diz que heterossexuais estão se tornando minoria e terão de lutar por direitos

A militância LGBT e o discurso "politicamente correto" têm se tornado tão impositivos na sociedade brasileira que, na visão de um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), os heterossexuais estão prestes a se tornarem "minoria" e precisarão reivindicar direitos.
"Hoje o nosso juiz constitucional não pode ser pautado pelas minorias só. Aliás eu já vi que quero meus privilégios porque o heterossexual agora está virando minoria. Não tem mais direito nenhum. Estamos criando isso", afirmou o ministro João Otávio Noronha, em tom de brincadeira, durante um evento.
Segundo o jornal Folha de S. Paulo, as afirmações do ministro Noronha já se tornaram alvo de queixas por parte dos ativistas gays: "O Judiciário não tem que se pautar por minorias, mas o Judiciário, o Legislativo, todos os Poderes têm dever moral e ético de colocar em pauta os grupos que são minorizados", afirmou Iran Giusti, fundador da Casa 1, ONG que acolhe jovens homossexuais expulsos de casa pela família.
"Os homossexuais nunca reivindicaram privilégio. Eles reivindicaram direitos básicos de igualdade que são garantidos em vários tratados internacionais, mesmo na Constituição, que consagra o princípio da igualdade. Não deve ser alvo de piada. Há uma violência muito séria contra as pessoas LGBT", protestou o professor de Direito Renan Quinalha, da Unifesp.
Fonte: Gospel+
MEU COMENTÁRIO:
O Ministro do STF pode até ter exagerado em sua forma de expressão, afinal de contas creio que a coisa ainda não chegou nesse ponto, agora, a continuar nessa "toada", não tenho dúvida que em tempo muito curto chegaremos nessa lamentável situação, quando os heterossexuais serão minoria, e para tanto terão que lutar pelos seus direitos.
Vou dar apenas um exemplo, dependendo do tipo de relacionamento amoroso de um casal hétero estiver praticando em público, já é previsto em lei como atentado ao pudor, já se for um casal homossexual, ninguém poderá falar nada, para não ser processado como homofóbico.
O Ministro tem razão, ou não tem???
Oremos!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...