quinta-feira, 4 de junho de 2020

Pastor está ganhando almas para Cristo durante protestos nos EUA

Ele disse que agora é a hora de a Igreja ser mais ousada que o inimigo

pastor Dimas Salaberrios, da Igreja Infinita de Nova York e autor de "Street God", está pedindo aos crentes que participem dos protestos e orem.
Salaberrios costumam viajar para cidades onde ocorreram tiroteios em massa, em um esforço para trazer esperança e cura. Em 2015, ele visitou Charleston, Carolina do Sul (EUA), depois que Dylan Roof, uma supremacia branca, atirou e matou nove paroquianos negros na Igreja Episcopal Metodista Africana de Emmanuel.
Quando perguntado por que ele viajou a Minneapolis para orar com os manifestantes e a polícia, Salaberrios disse: "Eu acho que quando a escuridão é desenfreada, temos que trazer a luz".
Ele disse que agora é a hora de a Igreja ser mais ousada que o inimigo.
"A Igreja, os cristãos, devem vestir suas máscaras e participar desses protestos. E andar e perguntar: 'Podemos orar por você?' Podemos orar por sua segurança? É o que normalmente digo", disse Salaberrios em uma entrevista no "Prayer Link", o programa CBN News. "E as pessoas dizem que sim, por favor. Um cara estava acendendo fogos de artifício para assustar a polícia e, como eu orei por ele, consegui pegá-lo da mão dele. Conseguimos impedir isso."
O ex-traficante de drogas que se tornou pastor disse que a maioria dos envolvidos nos protestos é jovem.
"São filhos de 16, 17,18 anos", explicou Salaberrios. "Cerca de 60% deles eram brancos. E cerca de 40% eram negros em Minneapolis. E eles estavam chorando e chorando. E só encontramos outro ministro no local. Havia cerca de 5.000 pessoas. Começamos a orar com eles, ministrando a eles, orando com os policiais".
"Fomos à frente da multidão, exatamente onde as pessoas estavam conversando e projetando, e acabamos de dizer aos jovens irmãos que estavam lá, dissemos: 'Olha, nós somos a Igreja e precisamos dizer alguma coisa'", disse Salaberrios. "E eles eram como um pastor aqui. E começamos a orar pelas pessoas. Tínhamos seis, sete mil pessoas sentadas para nos ouvir, orar. E muitas delas estão feridas."
O pastor planeja visitar outras áreas onde protestos em torno da morte de Floyd estão ocorrendo nas mãos da polícia branca.
"Nós, na cidade de Nova York, estamos saindo. Na quarta-feira, vamos ao Harlem para comemorar um monumento a George Floyd", disse ele. "E nós vamos liderar a oração com milhares de pessoas, é claro, vamos usar máscaras. Então, vamos à Times Square na quinta-feira e vamos nos mudar porque esses jovens precisam de orientação."
Muitos manifestantes estavam segurando cartazes, faixas e imagens de Floyd, cujo relatório de autópsia independente revelou que ele morreu de assassinato "sufocado por pressão sustentada" quando policiais de Minneapolis comprimiram seu pescoço e as costas durante sua prisão na semana passada.
"Precisamos que os cristãos se preocupem mais com isso do que com todas as outras pequenas coisas que estão acontecendo", explicou Salaberrios, "e precisamos que os líderes brancos falem".
"Nós apenas precisamos de um pouco de mudança e cura e esperamos que, quando formos para Nova York, então iremos para DC e depois vamos para Atlanta para tentar conversar com as pessoas nas ruas, para que possamos trazer essa cura", disse Salaberrios.
Fonte: JM Notícias

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...