quarta-feira, 4 de abril de 2018

04 de Abril de 2018: Um dia escuro para a jovem Democracia Brasileira


Hoje, dia 04 de abril de 2018, ficará registrado na história como um dia escuro para a jovem democracia brasileira,  dependente do resultado do Habeas Corpus que está sendo julgado pela suprema corte, o STF - Supremo Tribunal Federal em Brasília.

No momento em que escrevo estas linhas, a votação está 5 a 1 contra a aceitação do habeas corpus, no entanto na minha modesta opinião será mesmo um dia triste e nebuloso.

Se o habeas corpus for aceito, a corte supresa mudará sua própria jurisprudência casualmente, apequenando o colegiado, única e exclusivamente para livrar o Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já condenado em segunda instância, ainda que para isso tenham que livrar da cadeia muitos outros que estão na mesma situação, mas aí o que fazer, "pau que dá em chico dá em francisco". Será triste ver a suprema corte passar por cima dela mesma casuisticamente. Será lamentável.

Por outro lado, se não for aceito o habeas corpus e Lula for preso, ainda que muitos festejem, creio que a justiça deve ser feita, doa a quem doer, mas o Brasil não tem o que comemorar, afinal será igualmente triste ver um de seus filhos, de linhagem simples e pobre, trabalhador que trilhou o caminho do sindicalismo, chegar ao cargo máximo da política brasileira, acreditado pela maioria do eleitorado em duas eleições, tendo elegido sua sucessora, parar na cadeia.

Teria Lula incubado uma má intenção no seu coração desde o princípio, ou embriagado pelas possíveis benesses do poder, desviou-se dos seus princípios? Independente da resposta, o fim não é bom.

Comemorar a aceitação do Habeas corpus será uma "sandice", e festejar a não aceitação com a consequente prisão de Lula, uma inconsequência, afinal qualquer que seja o resultado, é no mínimo vergonhoso para o Brasil.

Agora, se há algo a se agradecer com serenidade, por ser menos mal ou menos ruim, é a não aceitação, por se considerar o funcionamento e independência das instituições, e salvaguardarmos o mínimo de seriedade que sobrou do Judiciário Nacional, e todo o esforço da operação Lava-Jato.

Quanto aos desafetos e aqueles que se consideram "inimigos políticos" do ex-presidente Lula, vale a recomendação bíblica:

"Se teu inimigo cai, não te alegres com isso, e não exulte teu coração se ele tropeça, para que Yahweh, o SENHOR, não veja isso, fique aborrecido contigo, e retire de sobre ele o seu castigo."  Provérbios 24: 17 e 18

Oremos pelo Brasil!



2 comentários:

Eliane disse...

Pr. Roberto Leio sempre que posso seus textos e pela 1ª vez lamentei sua ótica do ocorrido.
lamentei ainda mais o texto escolhido para finaliza-lo Espero que o ex presidente possa descer da sua cega arrogância ,para que possa se arrepender de tudo o que contribuiu para o sofrimento do povo brasileiro. Pois com certeza ;uma pessoa com sua experiência não foi tão ingenuo! Penso que caberia melhor o ultimo vers. de Prov.22, O que oprime o pobre para se engrandecer a si ou o que dá ao rico, certamente empobrecerá !

Newton Carpintero Servo disse...

Triste! Vergonha para o Brasil e MUITA VERGONHA para os que residem fora do país. Abs e paz amado pastor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...