quarta-feira, 4 de abril de 2018

Tributo aos 48 anos de Fundação da Banda Musical Afonso Schimidt


Tributo do Pr. Carlos Roberto e do Point Rhema aos 48 anos de Fundação da Banda Musical Afonso Schimidt hoje Banda Sinfônica de Cubatão


É com imensa satisfação que registro a homenagem deste singelo blog à Banda Sinfônica de Cubatão, legítima sucessora da Banda Musical Afonso Schimidt, fundada à 48 anos.

Vale registrar que o Maestro Roberto Farias, um expoente entre os alunos do Professor Benedito Rosalino de Carvalho na Igreja Assembleia de Deus de Cubatão, foi convidado pelo Mestre para dar  início e assumir a Banda do Colégio Estadual Afonso Schmidt, cuja sede continua à Rua Bernardo Pinto, ao lado da Prefeitura de Cubatão, onde aconteciam as aulas e os ensaios.

Tive o privilégio de no ano de 1976, quando cheguei à Cubatão, ser um dos integrantes da Banda Musical Afonso Schimidt, a qual na realidade foi uma inspiração para os corpos estáveis e da cultura como um todo em nossa querida Cubatão, e para muitos jovens de outras cidades do Estado de São Paulo e do Brasil.

Minha história com a Banda Musical Afonso Schimidt começou mais ou menos assim:

Na impossibilidade de um dos componentes, eu que ainda não pertencia à Banda, fui convidado pelos amigos, Reginaldo Farias - Trompetista (in memorian) e Renato Farias - Trombonista, sob as ordens do irmão e maestro Roberto Farias, para uma apresentação no dia seguinte. Eu, recém chegado à Cubatão, morava na Rua Santos, bem próximo a casa deles na Rua Pe. Primo Maria Vieira. Isso era por volta das 21h da véspera do concurso do "Jornal A Tribuna" em Santos.

Aceitei o desafio e, para colaborar e não passar vergonha, passei a noite toda decorando e treinando as partituras de Bombardino (naquele tempo não sabíamos que era euphonium...rsrsr), enquanto a mãe do maestro, nossa querida irmã Carmem Farias, como a chamamos até hoje na Igreja, ajustava o uniforme de um componente por nome Moisés, que havia falecido por aqueles dias, e que tinha mais ou menos o meu perfil, para que no dia seguinte, já pela manhã eu pudesse desfilar com a banda. Foi  bom demais, gostei e me tornei componente por alguns anos. Registro minha gratidão pelo convite, bem como pelo tempo de aprendizado e companheirismo na corporação.

As imagens fotográficas colhidas nas redes sociais, retratam muito bem o que era a banda sob a batuta do Maestro Roberto Farias; garra, muita força de vontade, superação, garbo, excelência na execução das músicas, presença de espírito, civismo, unidade e voluntariado, tudo isso e muito mais, ornamentado com a pompa do uniforme inspirado na farda da Guarda Republicana Francesa.

A Banda Musical Afonso Schimidt, por sua performance e prêmios, logo após foi oficializada pela Prefeitura Municipal de Cubatão e hoje é a conhecida Banda Sinfônica de Cubatão.


Maestro Adauto Soares
- Ex-aluno e músico da Banda
Centenas de músicos foram formados e já passaram pela Banda, que se tornou um celeiro de músicos e maestros para a região metropolitana da Baixada Santista, para o Estado de São Paulo, Brasil e para o mundo. Além dos maestros convidados, já passaram pelo seu podium de regência, como titulares, os seguintes maestros, Roberto Farias Leite da Silva - Fundador, Alexandre Felipe Gomes, Marcos Sadao Shirakawa e, atualmente é regida pelo Maestro Rodrigo Vitta, tendo Ulysses Damascena como maestro assistente, e seu fundador Maestro Roberto Farias Leite da Silva como Coordenador dos Grupos Artísticos da Prefeitura de Cubatão.

Assim se reportou o Maestro Roberto Farias sôbre essa data:


Maestro Roberto Farias
"Traços da memória! 03 de abril de 1970, 48 anos atrás, grande expectativa na preparação do ensaio inaugural da Banda Musical "Afonso Schmidt". Vale lembrar que naquele tempo não havia internet, e-mail, facebook, whatsapp, celular e telefone em casas residenciais ainda era um artigo raro. Todavia, tudo aconteceu na mesma dinâmica que imprimimos hoje, como se tivéssemos toda essa tecnologia à nossa disposição. Valeu Milton Cabral, João Benedito, irmãos Ribeiro (Bonifácio, Ademir, Vavá, Gelson, Avis), João Vermelho, Renivaldo, Moisés Alves (in memorian), Reginaldo Farias (in memorian), Renato Farias, Pedrinho Farias, Manuel Ferreira, Ismael Marques, Messias da Light, João Lincoln, Calazans, Carlos Valentim, Osmar da Silva, Alfredo (in memorian), Zé do Bumbo, entre tantos outros. Vale também recordar o post do Maestro no aniversário dos 43 anos: No dia de hoje, há exatos 43 anos atrás, eu deveria estar a todo vapor (talvez até de bicicleta...rsrs), percorrendo a minha cidade, Cubatão, reconvocando o primeiro elenco de músicos que participariam do primeiro ensaio da Banda Musical "Afonso Schmidt", muito provavelmente após algumas noites em claro preparando o repertório (escrevendo cada arranjo, copiando parte por parte, estante por estante, pois não havia a famosa "xerox" de hoje e uma fotocópia demorava dias e era absurdamente cara). O primeiro ensaio realmente aconteceu no dia 4 de abril de 1970, nas dependências do Colégio Estadual "Afonso Schmidt". Com a proximidade do Desfile de 9 de abril, fui convidado pelo maestro Benedito Rosalino de Carvalho, que estava responsável pela Fanfarra da Escola, para uma participação especial no evento e foi nesse dia que ouviu-se pela primeira vez, ao ar livre, o HINO DE CUBATÃO, com solo de trompete realizado por mim, acompanhando ao alto-horn (trompa alta) pelo meu querido irmão Reginaldo Farias "in memorian". De lá para cá, é a Cubatão que hoje temos, em sua grande vocação artística. Obrigado, Cubatão, por me acolher!

04 DE ABRIL DE 1970 - 48 ANOS DA BANDA MUSICAL "AFONSO SCHMIDT"! - Maestro Roberto Farias em seu perfil no facebook.









Maestro Roberto Farias


Maestro Alexandre Felipe Gomes

Maestro Marcos Sadao Shirakawa

Maestro Rodrigo Vitta

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...