domingo, 24 de maio de 2020

Pai muçulmano queima filha por se tornar cristã em Uganda


Uma jovem de 25 anos foi queimada pelo próprio pai, depois que ele descobriu sua conversão ao cristianismo.


Rehema Kyomuhendo, 25 anos, estava no leste de Uganda quando ouviu falar sobre Cristo pela primeira vez, por meio de uma estação de rádio. Na ocasião, ela acompanhava seu pai, um sheik muçulmano, em uma viagem de negócios distrito de Mbale.

Eles estavam hospedados na casa de sua tia na vila de Nawuyo, em 4 de maio, quando às 22 horas Rehema telefonou para uma amiga de seu pai, que ela sabia ser cristã.

"Ela me explicou sobre Cristo e o caminho da salvação e eu aceitei Jesus como meu Senhor e Salvador", disse Rehema ao site Morning Star News. "Como ela estava compartilhando Cristo comigo, eu fiquei muito feliz e meu pai ouviu minha alegria e acordou. Ele saiu furiosamente do quarto e começou a me bater com socos, tapas e pontapés".

Seu pai, o sheik Hussein Byaruhanga Husain, do distrito de Mbarara, acordou a gritos sua irmã de 45 anos que estava dormindo em outro quarto, dizendo que sua filha havia se convertido ao cristianismo e que iria matá-la.

Ele então arrebentou um galão, colocou fogo no combustível restante e começou a queimar sua própria filha. Rehema gritou por socorro e sua tia tentou protegê-la.

"Ela levou Rehema para fora da sala junto com um vizinho cristão que chegou", disse uma fonte próxima a jovem. "O vizinho arranjou um táxi que a levou a um hospital e ela recebeu tratamento imediato".

Rehema deve continuar internada no Hospital de Mbale por mais de um mês com queimaduras graves no estômago, na região das costelas, perto do pescoço e em parte das costas, disse a fonte.

"Por favor, ore pela Rehema, para que ela tenha uma recuperação rápida no hospital", pediu.

Rehema e o vizinho não denunciaram o ataque à polícia por temer que seu pai tentasse matá-la, disse ele.

Os casos de perseguição aos cristãos são frequentes no país africano, apesar da Constituição de Uganda prever a liberdade religiosa, incluindo o direito de propagar a fé e se converter a outra religião.

Fonte: Guiame

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...