quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Deputados de MG foram cassados pelo TSE porque pediram votos em igreja

O deputado federal Franklin (PP-MG) e do deputado estadual Márcio José Oliveira (PR-MG) são ligados à Igreja Mundial do Poder de Deus

Um deputado estadual e um federal de Minas Gerais foram cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta terça-feira (21) por terem pedido votos durante um culto realizado na véspera das eleições de 2014.
Franklin (PP-MG) e Márcio José Oliveira (PP-MG) foram condenados por abuso de poder econômico pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas e recorreram da decisão para não perderem seus mandatos, porém o TSE manteve a decisão anterior.
Ligados à Igreja Mundial do Poder de Deus, os parlamentares participaram de um culto da denominação no sábado anterior ao pleito. As provas mostraram que eles pediram explicitamente por votos durante o culto, o que é proibido pela legislação brasileira.
Márcio Oliveira, conhecido como missionário Márcio Santiago, é sobrinho do apóstolo Valdemiro Santiago que estava presente no evento e quem teria feito o pedido para que os fiéis votassem nos seus indicados.
A ministra Rosa Weber, diante das provas apresentadas, negou o recurso dos réus que, além de perderem os mandatos, ficarão inelegíveis por oito anos. Além dela, votaram pela cassação os ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin e Jorge Mussi.
Fonte: JM Notícia

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...